fbpx

PO-SI-CIO-NA-MEN-TO

Se eu fosse a Bruna Marquezine estaria soletrando para vocês insistentemente a palavra PI-RA-CAN-JU-BA! E vocês estariam prestando atenção 😉

Como sou um consultor de negócios soletro para vocês a palavra PO-SI-CIO-NA-MEN-TO, e peço a sua atenção.

Empresas complexas ou mais simples esbarram fortemente nesta questão e invariavelmente deixam a desejar… Posicionar estrategicamente perante ao mercado, stakeholders, investidores é essencial para o desenvolvimento do negócio, sem o posicionamento estratégico claro e definido as marcas, as empresas patinam, as vezes por anos, sem clareza do seu potencial ou mesmo a percepção da necessidade de se rever, sair de cena e nascer de novo.

“A ação de projetar o produto e a imagem da organização, com o fim de ocupar uma posição diferenciada na escolha de seu público-alvo” é a definição de posicionamento dada por Philip Kotler.  Em termos práticos, o Posicionamento pode ser obtido a partir da fórmula: Segmentação + Diferenciação = Posicionamento. Logo, empresas que não deixam claro sua segmentação e sua diferenciação, não deixam claro o que pretendem confundindo o consumidor e não se fazendo relevante.

O não claro posicionamento cria uma névoa sobre o real potencial do negócio impactando em áreas onde NENHUMA empresa poderia perder a mão, tais como:

  • Sortimento relevante para seus clientes
  • Políticas comerciais eficientes
  • Capacitação da equipe de colaboradores
  • Formato de loja assertivo
  • Relação com os fornecedores
  • Comunicação
  • Expectativas do board

 

Sobre este cenário, considera-se que cada empresa/marca deve possuir o seu modelo de posicionamento, baseado nas características pertinentes ao seu negócio e de acordo com a diferenciação do seu produto e a sua distribuição.

Alguns erros frequentes no posicionamento estratégico são:

  • Subposicionamento, onde uma empresa está inserida em uma faixa de mercado já saturada.
  • Superposicionamento, onde a imagem da empresa está supervalorizada.
  • Posicionamento confuso, quando o consumidor possui uma imagem confusa da empresa.
  • Posicionamento duvidoso, quando os consumidores não se sentem seguros no apelo que a marca oferece.

Contudo o resultante de um bom posicionamento é o desenvolvimento de uma proposta de valor adequada, com foco no mercado específico, o qual propõe uma razão convincente e vendável ao consumidor potencial. Portanto, a definição correta da proposta de valor, assim como a definição do nicho de mercado são fundamentais para a eficácia do plano estratégico.

Estejamos atentos ao posicionamento estratégico correto, nós da Gouvêa de Souza estamos à disposição para falar mais sobre o assunto, entre em contato.

Jean Rebetez

Jean Rebetez

Jean Paul Rebetez é sócio-diretor da Gouvêa Consulting, empresa de consultoria do ecossistema da Gouvêa que atua na transformação de negócios associados ao varejo e consumo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: