fbpx

“Conveniência é fundamental e os pagamentos instantâneos facilitam esse processo”, afirma CFO do Grupo Boticário

Na manhã de hoje, 3 de junho, o Mercado & Consumo em Alerta reuniu grandes nomes para falar sobre o futuro dos meios de pagamento no Brasil. O paco virtual contou com as presenças de Marcelo Azevedo, CFO do Grupo Boticário; Gueitiro Matsuo Genso, CEO do PicPay; Carlos Eduardo Brandt, chefe adjunto do Banco Central do Brasil e Breno Lobo, chefe de subunidade do Banco Central do Brasil. Conveniência, tecnologia, jornada do consumidor e segurança foram alguns pontos discutidos.

Segundo Marcelo Azevedo, CFO do Grupo Boticário, as possibilidade de compras touchless diminuem a fricção e tornam as operações mais ágeis e menos burocráticas, indo de encontro ao momento vivido com a Covid-19. O executivo destacou este ponto fazendo referência aos muitos benefícios que o PIX, sistema de pagamento instantâneo desenvolvido pelo Banco Central, vai oferecer aos varejistas e a população pagadora.

Ele explicou que as lojas têm evoluído o tema do drive-thru e take away, mas alertou que essas modalidades possuem uma fricção gigantesca, pois a entrega do produto precisa ser acompanhada de um meio de pagamento [maquininha de cartão, por exemplo] com todos os problemas de contato para o momento. “O PIX vai facilitar muito esse processo e levar ainda mais conveniência e segurança para as duas pontas”, disse.

O executivo chamou ainda a atenção para a nova jornada de compras do consumidor. Segundo ele, as empresas terão de estudar a melhor forma de educar esse consumidor, uma vez que algumas mudanças serão feitas nas lojas físicas, por exemplo. “O varejista tem que treinar em como mudar a jornada do consumidor dentro da sua loja ou estabelecimento. O Grupo Boticário está bem inserido no universo da tecnologia, mas ainda estamos desenhando essa jornada da melhor forma possível”, explicou o executivo que provocou a audiência sobre o futuro dos caixas nas lojas. “Como faremos com os caixas que ficam no fundo das lojas e que automaticamente o cliente se dirige até ele. Eles não terão mais a gaveta com o dinheiro em espécie?”, questionou.

Ainda sobre o PIX, Marcelo destacou, entre todas as vantagens, a possibilidade de acesso aos dados mais assertivos do consumidor. Ele contou que o PIX vai possibilitar o registro completo de toda jornada de compras do consumidor que estará conectada com os dados necessários para cada varejista. “Desde a indução da compra até a entrega e o pagamento, essa jornada 100% lida pelo varejista. Dados são essenciais e dados sobre pagamento ainda mais” completou.

* Imagem reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: