fbpx

BC antecipa primeira etapa de lançamento do PIX

O Banco Central decidiu antecipar a primeira etapa de lançamento do PIX – o sistema brasileiro de pagamentos instantâneos – de 3 de novembro para 5 de outubro. Nesta data, os clientes de bancos já poderão fazer registros de “chaves” para recebimento de pagamentos pelo PIX.

De acordo com a autarquia, as chaves são uma forma de identificação do recebedor de recursos. Poderão ser usados como chave o número do celular, o e-mail ou o CPF/CNPJ do cliente bancário.

Assim, numa transferência por meio do PIX, o pagador apenas precisará informar a chave – e não mais dados como número do banco, agência e conta – para efetuar a transação.

“Quem desejar receber um PIX de forma simples e prática deverá, a partir de outubro, acessar o aplicativo da instituição em que possui conta e fazer o registro da chave, vinculando o número de telefone celular, e-mail ou CPF/CNPJ àquela conta específica”, informou o BC por meio de nota. “Essas informações serão armazenadas em uma plataforma tecnológica desenvolvida e operada pelo BC, chamada Diretório Identificador de Contas Transacionais (DICT), um dos componentes do PIX.”

De acordo com a autarquia, a fase de registro foi antecipada para outubro para que clientes e instituições financeiras tenham mais tempo para se familiarizar com o PIX. “Estarão disponíveis antecipadamente todas as funcionalidades para a gestão das chaves – além do registro, a exclusão, a alteração, a reivindicação de posse e a portabilidade”, disse o BC. “As regras específicas estarão detalhadas no Regulamento PIX, que será publicado em agosto.”

Pelo cronograma estabelecido pelo BC, uma operação restrita do PIX começará em 3 de novembro. Já em 16 de novembro o sistema será lançado para toda a população.

O PIX é um sistema que permitirá a transferência de recursos 24 horas por dia, sete dias por semana, todos os dias do ano. Esta funcionalidade representa um avanço em relação a outras ferramentas disponíveis hoje, como o DOC e a TED.

Juntamente com o open banking – sistema também em fase de instalação, que permitirá o compartilhamento de dados dos clientes -, o PIX é visto pelo BC como uma iniciativa para aumentar os serviços disponíveis e elevar a concorrência no mercado financeiro.

Recentemente a Mercado&Consumo publicou um artigo escrito por Marcos Gouvêa de Souza, diretor-geral do Grupo GS& Gouvêa de Souza sobre os impactos positivos do PIX no crédito ao consumo e o varejo.

Com informações do Estadão Conteúdo.
* Imagem reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: