“A ‘transfronteirice’ tem muito aprendizado”, afirma diretora sênior do PayPal Brasil

A processadora de pagamentos PayPal tem se surpreendido com o número crescente de transações. Durante sua participação em mais uma edição do Mercado&Consumo em Alerta, Paula Paschoal, diretora explicou como a maior empresa de pagamentos do mundo tem utilizado a crise econômica como oportunidade para aumentar seu desenvolvimento. Ao lado dela estavam Martha Gabriel, escritora, palestrante, futurista e partner na FuturoDosNegocios.com.br e André Adedo, head LATAM de Business Development da Docusign.

Segundo a executiva depois do coronavírus, o grande desafio da empresa será manter a curva de crescimento. Nas últimas semanas, o número de novos clientes do PayPal aumentou no mundo inteiro – foram mais de 20 milhões somente no primeiro trimestre de 2020. Paula contou que os consumidores estão criando suas carteiras digitais para comprar online, já que ir até uma loja, atualmente, tem representado riscos desnecessários. “O mesmo acontece do lado de quem vende. Só em abril nós registramos cerca de 25 milhões de contas comerciais com empreendedores que estão buscando maneiras mais tecnológicas e seguras para driblar a Covid-19”, disse.

Paula falou sobre a importância do papel regulador no Brasil, assim como o open banking e a Lei Geral de Proteção de Dados, iniciativas que se mostram cada vez mais reais em situações no Brasil, e que são parecidas na Europa e Estados Unidos EUA.  Para ela, essa “A ‘transfronteirice’ tem muito aprendizado”. A executiva falou também sobre o PIX, que vai permitir que o consumidor faça TED e DOC a qualquer hora, independente do seu banco. “Essa novidade do Banco Central deve tomar o espaço ocupado pelo boleto, que ainda representa cerca de 24% de todas as transações no e-commerce”, e completou: “isso democratiza os serviços financeiros, inclusive, para a população desbancarizada no Brasil que ultrapassa os 40 milhões de pessoas.”

Sobre as tentativas de fraude, Paula disse que essa prática aumentou muito durante a pandemia. “Em janeiro, 150 mil sites de phishings estavam ativos. Aumentou 50% em fevereiro e, em março, este número chegou a 350%, ou seja, a segurança é importante em momentos como este de vulnerabilidade”, alertou. A diretora do Paypal disse ainda que a tecnologia precisa ser muito rápida e alertou a audiência sobre o uso de senhas iguais em sites sociais. “Não use a mesma senha que você coloca em sites comuns em um site que te solicita dados financeiro. Você certamente poderá sofrer um ataque virtual que te trará muita dor de cabeça”, comentou.

Este webinar contou com o apoio da Docusign, pioneira no desenvolvimento da tecnologia de assinatura eletrônica, que hoje ajuda as organizações a se conectarem e automatizarem como preparam, assinam, agem e gerenciam seus contratos.

* Imagem reprodução

Sair da versão mobile