fbpx

Vendas de telefones premium impulsionam lucro da Xiaomi no 2º trimestre

As vendas da Xiaomi Corp no exterior voltaram aos níveis pré-pandêmicos, disse seu CFO na quarta-feira, ao anunciar que o lucro mais que dobrou no segundo trimestre devido ao forte crescimento em seu negócio de smartphones de última geração.

A receita cresceu 3,1% no trimestre encerrado em 30 de junho, enquanto as vendas subiram para 53,54 bilhões de yuans (US $ 7,77 bilhões), superando as expectativas dos analistas. A receita subiu de 51,95 bilhões de yuans no mesmo período do ano anterior.

A receita geral do negócio de smartphones da empresa, que responde por quase dois terços de sua receita, caiu 1,2%, para 31,6 bilhões de yuans. A Xiaomi vendeu 28,3 milhões de aparelhos no trimestre, ante 32,1 milhões de unidades no ano anterior.

No entanto, as vendas de telefones premium nos mercados internacionais aumentaram 99,2% em relação ao ano anterior, com os preços médios de venda aumentando 11,8% no período.

“Isso mostra que nossos smartphones alcançaram um grande avanço no segundo trimestre”, disse Wang Xiang, CFO em exercício da Xiaomi, na teleconferência.

O telefone de última geração da empresa teve um “crescimento explosivo” na Europa, onde as vendas de smartphones aumentaram 64,9%, disse Wang.

A Xiaomi relatou um lucro líquido ajustado de 3,37 bilhões de yuans, superando a estimativa média do mercado de 2,24 bilhões de yuans, de acordo com dados da Refinitiv.

A Xiaomi tem confiado cada vez mais nos mercados internacionais, como a Índia, para impulsionar o crescimento, enquanto enfrenta a concorrência da Huawei, líder de mercado na China.

A receita da empresa nos mercados externos cresceu 10% ano a ano no segundo trimestre, respondendo por 44,9% de sua receita total.

Embora as vendas na Índia tenham começado a se recuperar à medida que o bloqueio foi gradualmente suspenso durante o segundo trimestre, as restrições de produção afetaram as vendas, disse Wang. O número de novas ativações de smartphones em julho ainda era 72% dos níveis pré-pandêmicos, disse ele.

A Xiaomi também se viu apanhada em uma reação contra as empresas de tecnologia chinesas na Índia, onde o governo proibiu no mês passado vários aplicativos móveis de várias empresas chinesas, incluindo duas da Xiaomi.

Wang disse que Xiaomi continua confiante no mercado indiano, dizendo que a empresa continuará “a promover o entendimento mútuo e a confiança entre as pessoas na Índia e na China.”

Com informações da Reuters.
* Imagem reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: