Dia das Crianças confirma recuperação contínua e gradual dos shopping centers

A cada data comemorativa do comércio, os shopping centers registram recuperação nas vendas e a expectativa segue para o Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), há previsão de aumento de 14% nas vendas para a data na comparação com as semanas anteriores.

Quando comparado com o mesmo período do ano passado, a expectativa é de queda de 15%, resultado que demonstra recuperação gradual e contínua do setor mesmo com empreendimentos funcionando em horário restrito e com algumas operações fechadas, como áreas de lazer, cinemas e teatros.

“O fluxo de visitantes deve acompanhar as vendas, com crescimento também de 14% em relação às semanas anteriores”, afirma Glauco Humai, presidente da Abrasce.

Mesmo assim, os shoppings manterão as modalidades de venda introduzidas durante a pandemia, como delivery e drive-thru. Aproximadamente 40% dos empreendimentos realizarão alguma estratégia especial. Ações promocionais como “Compre e Ganhe” e “Sorteio” voltaram a aparecer com agendamento prévio para evitar aglomerações e filas, além de exposições e ações com personagens infantis, seguindo todas as normas de segurança. A novidade para a data são os eventos no formato drive in como teatro e apresentações infantis.

Canais de vendas que serão disponibilizados pelos shoppings para o Dia das Crianças. Fonte: Abrasce

O ticket médio mínimo para a data será de R$ 100, segundo expectativa dos shoppings. “Recentemente, foram anunciadas a inauguração de 668 novas lojas, com maior concentração de aberturas no mês de agosto, um excelente termômetro de recuperação e fortalecimento do nosso setor”, diz Humai.

Desde 24 de agosto, todos os 577 shopping centers do País estão abertos. Contudo, o ritmo de recuperação do setor depende de outras variáveis macroeconômicas, como confiança do consumidor, mercado de trabalho e acesso ao crédito.

Imagem: Divulgação

Sair da versão mobile