fbpx

Como ficar conectado com segurança no “novo normal”

O smartphone se tornou o principal aliado de nossa vida conectada, seja para o utilizarmos como ferramenta de trabalho, seja para acompanhar as aulas online dos filhos, aproximar familiares e amigos distantes, e fazer atividades de lazer – que agora se tornaram mais virtuais do que nunca nesse “novo normal”.

Mas, ao mesmo tempo em que o smartphone é aliado, é o principal motivo de muita dor de cabeça quando não desempenha a performance desejada, passa mais tempo com panes que são difíceis de solucionar do que em pleno funcionamento ou, ainda, fica dias no conserto por quedas inesperadas.

A influência da transformação digital, os reflexos do isolamento social e o novo comportamento do consumidor frente ao cenário de pandemia têm nos feito refletir, cada vez mais, sobre nossos hábitos e como podemos estar seguros com toda a tecnologia que nos acompanham.

A frustração com dispositivos diversos conectados afeta 86% dos consumidores no Brasil, de acordo com recente pesquisa realizada pela Assurant. Buscamos entender os hábitos dos consumidores para podermos cada vez mais ofertar soluções que acompanham seu ritmo e estilo de vida. E um dos principais aspectos que entendemos é que em nosso país ainda há uma lacuna entre a compra de um novo equipamento e a aquisição de uma proteção para ele. E por que isso ocorre?

Não é de hoje que sabemos que o brasileiro, em geral, não costuma comprar seguros. São mais conhecidos os seguros de automóveis, residência, vida e viagem. Seguros para equipamentos eletrônicos nem sempre são vistos como um valor agregado; muitos desconhecem essa opção por não terem recebido a possibilidade no momento de uma nova compra.

Mas um seguro pode ser vantajoso quando, em uma necessidade de reparo do aparelho, você tiver para quem ligar imediatamente, ser prontamente atendido e ter a solução resolvida no menor tempo possível. Ou, ainda, quando há a possibilidade de troca por um outro smartphone, por exemplo. Apenas como referência, nossa companhia já protegeu em todo o mundo mais de 54 milhões de dispositivos móveis.

Ou seja, o seguro é um investimento reduzido quando comparado com o valor significativo gasto para reparos ou a aquisição de um novo. E o mais importante: no momento de maior desespero e emergência, entra em ação uma assistência técnica que vai prestar o atendimento de forma ágil, assertiva e buscando a resolução do problema.

Quando vemos que os 70% dos entrevistados em nossa pesquisa demonstraram interesse em adquirir um plano de proteção ou garantia estendida, que considere a cobertura de danos ou falhas mecânicas em todos os equipamentos conectados que possuem, também reconhecemos que essa lacuna precisa diminuir e, quanto mais comunicarmos o valor desse benefício, mais conhecimento chegará a quem precisa.

Quando falamos de um universo de 134 milhões de pessoas conectadas, de acordo com último levantamento da TIC Domicílios, vinculada ao Comitê Gestor da Internet no Brasil, vemos o quanto é essencial ter um parceiro em quem depositar confiança para assegurar seus produtos.

Ricardo Fiuza é presidente Assurant no Brasil.

Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: