Negócio da China: JD.com supera estimativas de vendas online

A empresa chinesa de comércio eletrônico JD.com divulgou um lucro trimestral melhor do que o esperado. Isso porque as vendas online permaneceram fortes mesmo depois que as restrições provocadas pelo coronavírus foram suspensas na segunda maior economia do mundo.

A empresa sediada em Pequim, que registrou crescimento em uma ampla gama de linhas de produtos, juntou-se aos concorrentes Pinduoduo e Alibaba Group na obtenção de um crescimento de dois dígitos, enquanto a economia da China se recuperava dos danos do Covid-19, conforme aponta reportagem da Reuters.

No mês passado, dados mostraram que as vendas no varejo da China subiram 3,3% em setembro em relação ao ano anterior, superando a previsão dos analistas de um crescimento de 1,8%. As vendas no segmento de produtos da JD.com, que inclui vendas no varejo online, aumentaram 27%, para 151,4 bilhões de yuans (US$ 22,99 bilhões) no trimestre.

A receita líquida da JD.com aumentou 29%, para 174,21 bilhões de yuans no terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro. Analistas esperavam receita de 170,2 bilhões de yuans, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

Imagem: Reprodução

Sair da versão mobile