fbpx

Peac Maquininhas: MPEs têm até 31/12 para solicitar auxílio emergencial do BNDES

Com vigência até 31 de dezembro, o Peac Maquininhas pode ser uma alternativa para empresas que se enquadram no perfil de Microempreendedores Individuais (MEIs) e empresas de pequeno porte que tenham declarado receita de até R$ 4,8 milhões em 2019. O programa foi criado em outubro pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e concede empréstimo garantido por recebíveis de vendas das maquininhas de pontos de venda com foco em atender às necessidades desse público.

A fintech BMP Money Plus, parceira do programa, hoje responde pela segunda posição do volume total de crédito da iniciativa, tendo ultrapassado a marca R$ 400 milhões de concessão até o momento – ficando atrás apenas do Banco do Brasil. Segundo Carlos Benitez, Ceo da instituição, a grande vantagem e diferencial do programa é a modalidade de garantia por recebíveis. “Somente 8% ao dia do que ela vender no futuro será a garantia de pagamento do empréstimo”, explica.

Além disso, precisam estar adequadas a alguns pré-requisitos legais, como ter histórico de vendas ou bens de serviço por meio das maquininhas, não ter operações de crédito ativas garantidas por recebíveis, entre outros.

A linha de crédito do BNDES tem outros pontos atrativos, como taxa de juros a 6% ao ano – 0,49% ao mês – e um prazo de pagamento de até 36 meses, com seis meses de carência e juros capitalizado durante esse período. O limite de crédito concedido pode chegar até R$ 50 mil.

Segundo Carlos Eduardo, o sistema de análise de concessão do crédito levará em conta as vendas ocorridas entre março de 2019 a fevereiro de 2020. “Será contabilizada a média mensal dessas vendas e o dobro desse valor médio mensal definirá o limite de crédito disponibilizado. Mas há também outros quesitos que serão analisados para a tomada de decisão.”

Diferentemente da rigidez e exigência das linhas de crédito oferecidas pelos bancos tradicionais, a Peac Maquininhas dispensa a empresa de apresentar uma garantia real ou fiança. A partir do 6º mês, o agente financeiro – no caso o BMP Money Plus ou outro parceiro do programa – recolherá diariamente 8% do faturamento das empresas – os recebíveis. O recurso será utilizado para a quitação das parcelas mensais com o BNDES.

Até o momento, o BMP Money Plus já analisou mais de 20 mil propostas e concedeu mais de 13 mil aprovações de crédito. A expectativa, de acordo com o CEO da fintech, é que, até o prazo limite do programa, sejam ainda liberados outros R$ 100 milhões em recursos para micros e pequenos empresários.

Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: