fbpx

Starbucks aposta em misto de cafeterias e espaços de coworking no Japão

Cobrar dos clientes a reserva de cabines de trabalho. Essa é a grande aposta da gigante americana Starbucks em Tóquio, no Japão. A empresa está investindo num conceito chamado de Smart Lounge, cafeterias com espaços de coworking localizadas em pontos de grande fluxo de pessoas. O objetivo é chegar a 30 unidades até o fim do ano. Atualmente, duas estão em funcionamento na cidade.

A primeira cafeteria do tipo foi inaugurada no início de 2020 na estação ferroviária de Takanawa. A outra fica no centro da cidade, no bairro de Ginza.

Elas contam com espaços de trabalho individual e coletivo. As cabines para uma pessoa são configuradas para a realização de chamadas de vídeo. Os espaços maiores têm mesas para reuniões presenciais, grandes balcões com divisórias e projetores. Os clientes contam, ainda, com tomadas para carregar equipamentos e wi-fi gratuito.

É preciso fazer um agendamento prévio por meio de um aplicativo. O uso das cabines individuais, desenvolvidas por meio de uma parceira com o escritório Think Lab, é pago – o custo é de 300 ienes por 15 minutos (algo em torno de R$ 16). “Temos uma boa base de clientes”, afirma a gerente de Comunicação Internacional da Starbucks, Kate Tancary. A lucratividade, no entanto, permanece um mistério.

 

Com informações do portal Global Retail News
Imagens: Starbucks Japão

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: