fbpx

Consumo em restaurantes recua em dezembro e encerra ano 28,1% abaixo de 2019

O consumo em restaurantes encerrou o ano de 2020 com queda de 28,1% no valor total gasto, acompanhado por uma retração de 45,7% no volume de transações realizadas (em comparação a dezembro de 2019). O número de estabelecimentos comerciais que efetivaram transações também foi inferior ao registrado no mesmo mês de 2019 (-9,9%).

É o que mostra uma pesquisa feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com a Alelo. As empresa têm divulgado dados atualizados sobre os impactos da Covid-19 com os Índices de Consumo em Supermercados (ICS) e os Índices de Consumo em Restaurantes (ICR) com base em transações diárias realizadas a partir da utilização dos cartões Alelo Alimentação e Alelo Refeição, em todo território nacional.

“A recuperação da atividade econômica do segmento, que evoluiu de -48,5% (abril) para -24,0% (novembro), variações calculadas em relação aos respectivos meses de 2019, foi interrompida em dezembro. Alguns fatores que podem explicar esse resultado são: a segunda onda da pandemia e o retorno de algumas medidas restritivas, que afetaram o número de estabelecimentos abertos em dias que usualmente apresentam consumo elevado, principalmente com as festas de fim de ano”, afirma Cesário Nakamura, presidente da Alelo.

Leve queda no setor de supermercados

Em relação ao consumo em supermercados, os dados de dezembro, quando comparados ao mesmo período do ano passado, indicam que o segmento encerrou o período com queda de 2,7% no valor total gasto, ao passo que o volume de transações foi 18,7% inferior. Além disso, o número de estabelecimentos que efetivaram transações encerrou o mês 11,6% abaixo do patamar registrado em dezembro de 2019.

Segundo os pesquisadores da Fipe, a análise dos últimos resultados relacionados ao segmento de supermercados evidencia que o consumo observado nesse mês, mesmo impulsionado pelos eventos e festas do período, não foi capaz de recuperar o nível pré-pandemia de 2019.

Os Índices de Consumo em Supermercados (ICS) acompanham as transações realizadas em estabelecimentos como supermercados, quitandas, mercearias, hortifrútis, sacolões, entre outros; e os Índices de Consumo em Restaurantes (ICR) apontam a evolução do consumo de refeições prontas em estabelecimentos como restaurantes, bares, lanchonetes, padarias, além de serviços de entrega (delivery) e retirada em balcão ou para viagem (pick-up).

Sudeste foi região mais impactada

Os resultados regionais revelam que os efeitos da pandemia continuam se distribuindo de forma heterogênea sobre as unidades federativas, refletindo a descentralização e as diferenças temporais entre os processos de fechamento e abertura das economias locais, incluindo a imposição de medidas restritivas para contenção do contágio durante o período de festas de fim de ano.

Adotando como parâmetro para análise de impacto o valor gasto em restaurantes, é possível evidenciar que as regiões mais impactadas em dezembro foram a Sudeste (-28,3%), Sul (-28,2%) e Centro Oeste (-28,2%), contrastando com os resultados nas regiões Norte (-21,7%) e Nordeste (-25,5%).

Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: