fbpx

Pioneira no varejo digital no Centro-Oeste, Novo Mundo quer ser 100% multicanal até o fim do ano

Quase um terço da história da rede de varejo Novo Mundo, uma das maiores do Centro-Oeste do Brasil, é online. A empresa, que completa 65 anos em abril, possui um e-commerce há duas décadas e começou sua jornada rumo à multicanalidade em 2017. Nesta sexta-feira (5), uma nova filial com esse conceito é inaugurada em Goiânia (GO), e a expectativa é que, até o fim do ano, todas as unidades sejam assim.

As novas lojas exibem um outro nome na fachada: NovoMundo.com. A ideia de adicionar o “.com” é deixar claro que os preços são os mesmos praticados na internet. Para que isso seja possível, a empresa revisou as estruturas das lojas físicas e cortou custos.

As unidades contam com totens de autoatendimento e wi-fi grátis. Os vendedores são chamados de consultores e estão capacitados para atender aos clientes durante toda a compra, ajudando na escolha, no pagamento e na entrega do produto.

“As lojas não têm caixas. O cliente tem uma experiência positiva de preço e de compra”, afirma o diretor da Novo Mundo Digital, Matheus Sepulveda, em entrevista ao portal Mercado&Consumo. Segundo ele, o investimento na área digital jogou a favor da empresa desde o início da pandemia de Covid-19, quando muitas cidades do País entraram em quarentena e o comércio não essencial foi fechado. “Quando a crise chegou, nosso vendedor já tinha o hábito de fazer a venda remota e de se comunicar com o cliente WhatsApp.”

Domínio do Centro-Norte-Nordeste

A Novo Mundo foi fundada em 1956 em Goiânia com foco na comercialização de móveis. Hoje, vende também roupas, brinquedos e eletrodomésticos, entre outros milhares de produtos, diretamente e por meio de parceiros – o site se tornou um marketplace em 2018. Atualmente, são 147 lojas físicas e cinco Centros e Distribuição em nove Estados e no Distrito Federal.

“Nosso objetivo principal é dominar o Centro-Norte-Nordeste do Brasil”, alerta Sepulveda, que faz parte da terceira geração da família do fundador Luziano Martins Ribeiro e começou como trainee, há sete anos. No ano passado, José Carlos Guimarães foi a primeiro executivo fora do núcleo familiar a assumir o cargo de CEO.

No curto prazo, estão os planos de migrar completamente as lojas para o modelo “.com” e triplicar o número de parceiros do marketplace (hoje são cerca de 500). “Vamos investir mais na omnicanalidade e buscar uma experiência sem atrito, uma jornada sem interrupção. A ideia é que, a partir do momento em que o cliente estiver dentro da Novo Mundo, seja no site, seja na loja, o vendedor tenha acesso a ele, se ele desejar compartilhar informações e experiências.”

Imagem: Divulgação

Aiana Freitas

Aiana Freitas

Aiana Freitas é editora-chefe da plataforma Mercado&Consumo. Jornalista com experiência na cobertura de tendências de consumo, varejo, negócios, finanças pessoais e direitos do consumidor.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: