fbpx

Varejista Mobly e plataforma Mosaico estreiam no mercado de ações

A Mobly, companhia referência em varejo do setor de móveis e decoração fundada em 2011 por Marcelo Marques, Mario Fernandes e Victor Noda, celebrou nesta sexta-feira (5) a sua oferta pública inicial (IPO) e o início da negociação de suas ações no segmento de Novo Mercado da B3, a bolsa brasileira.

A empresa se tornou a 169ª listada no Novo Mercado, segmento de listagem da B3 com os mais elevados padrões de governança corporativa. O evento contou com a participação do presidente da B3, Gilson Finkelsztain, e dos fundadores da companhia.

Os preparativos para o IPO da Mobly se iniciaram há cinco meses. A intenção da companhia é utilizar os recursos da oferta primária para fortalecimento do capital de giro e estrutura financeira, investimento em marketing e publicidade, e investimento em bens de capitais, incluindo a expansão de novas lojas físicas, centros de distribuições e desenvolvimento de tecnologia da informação interna.

O IPO, que já levantou R$ 812 milhões, poderá chegar a R$ 933 milhões caso ocorra a colocação integral do Lote Suplementar. “Tomamos um grande passo para o fortalecimento do nosso negócio. Vamos continuar trabalhando duro, seguindo a nossa estratégia de trazer resultados ainda mais relevantes. E, para isso, neste momento, trabalhar a comunicação com o mercado é crucial para atingir esses objetivos”, afirma o diretor financeiro e de Relações com Investidores da Mobly, Marcelo Marques.

O presidente da B3, Gilson Finkelsztain, destacou a mudança de cenário que vem ocorrendo na bolsa nos últimos meses. Se antes a bolsa brasileira era conhecida pela concentração em setores mais ‘tradicionais’, agora essa realidade está mudando. Em 2020, vimos chegar companhias de diversos setores novos para a B3, como a Mobly. Com o IPO, a Mobly amplia a oferta de varejistas com foco no e-commerce que estão chegando ao mercado de capitais.”

Finkelsztain também havia participado, mais cedo, da conclusão do IPO da Mosaico, plataforma de conteúdo e originação de vendas para comércio eletrônico no Brasil.

“Além da quantidade, chama a atenção a diversidade de ativos e histórias que estreiam na bolsa. Muitas dessas novas companhias são jovens, de setores com ainda pouca representatividade na B3 e que têm todas as condições de conquistar investidores interessados em boas histórias e oportunidades de diversificação. A Mosaico é uma legítima representante dessa nova safra”, afirmou.

O evento também teve a participação de Thiago Flores, CEO da Mosaico, e dos demais executivos da companhia e conselheiros de administração. “Este é um marco da história incrível da Mosaico. É o início de um ciclo e de grandes desafios, mas o que nos dá confiança e segurança é nossa cultura única. Somos uma empresa humana, feita por pessoas para pessoas, temos uma conexão profunda com o consumidor, e isso nunca vai mudar”, celebrou Flores.

A Oferta foi feita nos termos da ICVM 400 sob a coordenação do Banco BTG Pactual (Coordenador Líder), do Itaú BBA, do Goldman Sachs, da XP Investimentos e do J.P. Morgan (Coordenadores da Oferta). Os recursos captados pela oferta da Mosaico serão utilizados pela companhia para ampliação de sua participação no mercado de comércio eletrônico e quitação de financiamento.

Imagens: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: