fbpx

Casa do Construtor cresce 18% em 2020 e chega a 322 unidades no País

O faturamento da rede de franquias atingiu R$ 328 milhões no ano passado

A rede de franquias de aluguel de equipamentos para construção Casa do Construtor obteve crescimento tanto no faturamento quanto no número de unidades em 2020. A rede cresceu 18% em receita, chegando a R$ 328 milhões, e abriu 46 unidades, totalizando 322 franquias em operação ao final do ano. Os números são superiores à média do mercado de franquias e de construção civil.

O desempenho se deve ao aquecimento de pequenas obras por conta do home office e à tendência do “faça você mesmo”. “Vivemos um período muito desafiador, mas também com muita aprendizagem. Logo quando começou a pandemia, criamos um plano de ação para a crise que deu mais fôlego aos empreendedores e favoreceu uma adaptação mais rápida. Além disso, aceleramos nosso processo de digitalização, implantando ou aprimorando canais virtuais para franqueados e para o consumidor”, afirma o presidente e fundador da Casa do Construtor, Altino Cristofoletti Junior. De acordo com ele, também houve crescimento de consumidores pessoas físicas nas lojas.

Outro fator importante foi a classificação da construção civil como atividade essencial, o que permitiu que a Casa do Construtor continuasse operando mesmo com algumas restrições no atendimento em grande parte do Brasil. Por outro lado, o distanciamento social e o maior tempo das pessoas em casa incentivaram cuidados variados com as moradias. Muitas pessoas fizeram pequenas reformas. Até estabelecimentos comerciais que precisaram ficar fechados nesse período, como bares e restaurantes, aproveitaram para realizar pequenas reformas, manutenções e limpezas. Na onda do “faça você mesmo”, a Casa do Construtor registrou também um crescimento no aluguel de equipamentos para jardinagem e bricolagem em 2020.

Chatbot simplifica cadastros

Para dar vazão a esta demanda, mesmo com a necessidade de distanciamento social, a rede lançou alguns produtos digitais, como por exemplo um chatbot que simplifica o cadastro dos clientes. Houve também um crescimento exponencial dos atendimentos e pedidos via WhatsApp. Na parte de suporte ao franqueado, a rede passou a realizar treinamentos a distância, inclusive o de implantação de novas unidades.

Para 2021, a Casa do Construtor projeto um crescimento ainda maior, de cerca de 33%, atingindo um faturamento de R$ 440 milhões. A meta de expansão também é arrojada: inaugurar 100 unidades até o fim do ano, superando a marca das 400 unidades em operação.

A rede oferece oportunidades de investimento em todo o País, mas o foco da expansão será nas regiões Norte, Nordeste e Sul. Para auxiliar este processo, a rede conta com dois modelos de negócio complementares: um mais compacto, visando cidades com até 40 mil habitantes, e o formato +Rental, que visa abertura de lojas em comércios de materiais de construção em cidades até 20 mil habitantes.

Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: