Raia Drogasil se prepara para digitalização da saúde

Rede anunciou novo acordo de acionistas, que passa a vigorar em novembro

Raia Drogasil

Com objetivo de preparar a empresa para um novo ciclo de crescimento e de criação de valor, a Raia Drogasil informou um novo acordo de acionistas. A estratégia será focada em três pilares estratégicos: nova farmácia, marketplace e plataforma de saúde.

O acordo passa a vigorar em 10 de novembro de 2021, com duração  de dez anos. “Com o objetivo de adequar as competências do Conselho de Administração à nova estratégia da empresa, baseada na digitalização da saúde, a chapa proposta passa a incluir quatro novos candidatos a conselheiros independentes”, informou em fato relevante.

Acordo firmado

O documento foi firmado pelas famílias Galvão, Pires Oliveira Dias e Pipponzi, que em conjunto possuem 28,3% de participação na varejista de medicamentos. O novo acordo marca o fim do ciclo dos acionistas Guilherme Leal, Luiz Seabra e Pedro Passos no grupo de controle da empresa. Os empresários, fundadores da Natura, ingressaram na companhia em 2008 e seguem como acionistas após o vencimento do atual acordo, em novembro.

“Gostaríamos de registrar o nosso agradecimento por todos esses anos de sociedade e reconhecer a importância que tiveram para a construção da Raia Drogasil e para a criação de valor obtida pela empresa desde a fusão”, diz a empresa, em fato relevante.

Digitalização da saúde e mudança na governança

A Raia Drogasil propõe uma chapa para eleger 11 conselheiros e ampliar de três para cinco o número de membros independentes. A empresa planeja manter a atual representação do grupo de controle no próximo ciclo de dez anos.

“Como parte do fortalecimento da governança, submetemos para a Assembleia Geral de Acionistas na presente data uma proposta de mudança estatutária que, dentre outras melhorias, torna o Conselho Fiscal permanente, amplia o número de membros do Conselho de Administração e elimina a posição de suplente”, informa.

Entre os candidatos indicados a conselheiros estão Denise Santos, CEO da Beneficência Portuguesa de São Paulo e ex-CEO do Hospital São Luis, e Sylvia Leão, profissional do mercado de varejo, com passagem pelo Walmart Brasil, Grupo Pão de Açúcar e Carrefour.

César Gon, Fundador e CEO da CI&T, e Philipp Povel, CEO e cofundador do Grupo Dafiti, a maior plataforma digital de moda e lifestyle da América Latina.

A chapa inclui também o atual Conselheiro Independente Marco Bonomi, ex-diretor geral do Itaú Unibanco, que liderou a sua transformação digital”, diz.

Dessa maneira, deixam o conselho ao fim do ano Jairo Eduardo Loureiro e Marcelo Silva (Magazine Luiza).

Com informações de Estadão Conteúdo

Imagem: Divulgação

Sair da versão mobile