Campus Party “omnichannel” será realizada entre os dias 22 e 24 de julho

Evento terá karaokê online, rádio hacker, quizzes, escape rooms e viagem virtual

A segunda edição digital da Campus Party Brasil será realizada entre os dias 22 e 24 de julho. A meta é superar a entrega de eventos no molde “Zoom + Plateia” por meio de um projeto omnichannel, que leva o conteúdo para várias plataformas de streaming e redes sociais.

Vários nomes estão confirmados. Entre eles, Maitê Lourenço (CEO e fundadora do BlackRocks Startups), Eva Lazarin (CEO e fundadora da Benkyou), Débora Garofalo (coordenadora do Centro de Inovação da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo), Luís Justo (CEO do Rock in Rio), Ricardo Cappra (chief data scientist do Cappra Lab), Caito Maia (fundador da Chilli Beans), Dado Schneider (criador da marca Claro) e Paco Ragageles (fundador da Campus Party).

A edição digital também promete dar maior protagonismo a todas as comunidades que participam da Campus Party. O objetivo é trazer conteúdos e pautas relevantes para estimular a integração entre todos os participantes, independentemente de raça, sexo ou classe social.

Outro objetivo é oferecer diversas atividades para manter o público engajado, sempre com a tecnologia e o conteúdo no foco das ativações. Entre as ações, estão karaokês online, rádio hacker, quizzes, escape rooms, jogos de caça ao tesouro e viagem virtual.

“A segunda edição da Campus Party Digital Edition, além do elemento metaverso, dá oportunidade de sermos cada vez mais multiplataforma para as comunidades de tecnologia e de oferecer disrupção dentro de todo o ecossistema. Nosso DNA de inclusão continua pujante e intenso. Faremos isso por meio de minorias focadas em games e outras vertentes de desenvolvedores, empreendedorismo, ciência, dados, criatividade e muitos outros temas”, afirma o CEO da Campus Party no Brasil, Tonico Novaes,.

Soluções rápidas e certeiras

O demo day será promovido pela BlackRocks, startup que incentiva empreendedores negros a acessarem o ecossistema de inovação e tecnologia, e pretende instigar os participantes a encontrar soluções rápidas e certeiras para problemáticas da área tech.

Na mesma esteira, as hackathons (famosas maratonas de tecnologia) também têm presença confirmada. A parceria com a Shawee, maior plataforma de hackathons da América Latina, vai trazer novos desafios e estimular soluções criativas para temas com foco em cidadania digital.

A edição digital 2021 da Campus Party conta com seis palcos divididos em diferentes temáticas: Principal Latam – Reboot the World; Work Life- Mercado de Trabalho e Economia; Green Deal – Energia Limpa e Meio Ambiente; Living Better- Saúde e Ciência; Joy of Life – Entretenimento e Cultura Digital; e New Horizon s- Educação e Gov Tech.

Realização da Gouvêa Ecosystem

O ano de 2021 também marca a união da Campus Party com a Gouvêa Ecosystem, que atua no desenvolvimento do consumo há mais de 30 anos e tem, entre suas empresas, também o portal Mercado&Consumo.

Para Marcos Gouvêa de Souza, fundador e diretor-geral da Gouvêa Ecosystem, realizar a Campus Party de maneira virtual é vital para fomentar a participação do jovem no ambiente tecnológico e empreendedor.

“A Campus Party, com a Gouvêa, amplia seu propósito e ambição, somando ao que era sua proposta uma real contribuição para acelerar a transformação digital do Brasil, nos seus mais diversos setores e segmentos. Por meio desse evento, conseguimos provocar um maior engajamento dos geeks com temas abrangentes e que estimulam a evolução da sociedade e da cidadania”, afirma.

Imagem: Divulgação

Sair da versão mobile