Aplicativo de carro vai sincronizar drive-thru do McDonald’s com tempo da viagem

Serviços da plataforma Cart serão pagos diretamente do painel do veículo

Serviços da plataforma Cart serão pagos diretamente do painel do veículo

Pedir um lanche no McDonadl’s para retirar no drive-thru e ter a certeza de que, quando chegar lá, o lanche estará pronto. Essa é uma das promessas da Cart, plataforma de e-commerce criada pelo grupo automotivo Stellantis, que reúne carros de marcas como Fiat, Chrysler e Peugeot.

A Cart conta com uma solução de pagamento integrada, permitindo que marcas parceiras ofereçam produtos, serviços e experiências ao cliente por meio de um aplicativo compatível com a central multimídia dos carros. Ela foi desenvolvida de forma colaborativa com empresas de diferentes setores, como o próprio McDonald’s, a Visa do Brasil e a Conectcar. A plataforma reúne, em um só lugar, serviços de alimentação, estacionamento, pedágio e abastecimento, entre outros.

O maior diferencial é a experiência unificada, sem que o usuário tenha necessidade de fazer múltiplos downloads, logins, cadastros de cartão e gestão de várias contas. O objetivo é descomplicar, garantindo fluidez. A Cart irá acompanhar o usuário na sua jornada de mobilidade, indo além do carro. O anúncio de Cart foi feito durante o lançamento da Nova Fiat Toro.

“Mais do que mobilidade, o carro pode ser entendido como uma plataforma de negócio, ou seja, um ponto de partida para novas soluções na experiência do consumidor por meio da conectividade. A Nova Fiat Toro já está pronta para esse futuro. No segundo semestre, seus clientes estarão entre os primeiros a ter acesso à experiência e benefícios do Cart na central multimídia”, afirma Mateus Silveira, gerente de Inovação, Infotainment e Conectividade da Stellantis para a América do Sul.

A plataforma está em teste e chegará aos consumidores no segundo semestre deste ano. Para usá-la, o consumidor terá apenas de baixar o aplicativo e cadastrar o cartão de crédito. “Cart simplifica a vida, otimizando o tempo de quem compra pelo celular e se move pela cidade. Em tempos de distanciamento social, também garante uma experiência segura e com menos contato físico”, completa Mateus.

Imagem: Divulgação

Sair da versão mobile