fbpx

“Economia é recuperável. O que não pode é demorar muito”, diz Michel Temer

Em evento organizado pela Gouvêa Ecosystem, ex-presidente falou sobre a crise provocada pela pandemia

O ex-presidente Michel Temer classifica o atual momento vivido no Brasil e no mundo como de “muita aflição”. Tanto por causa da pandemia de Covid-19 quanto por causa da crise econômica dela decorrente. Mas afirma que é preciso resiliência.

“Estamos vivendo e passando por momentos de muita aflição. Aflição por causa da pandemia, que lamentavelmente é um problema universal, e aflição em torno de momento da economia. A esta altura, com parte do varejo ainda fechado, há as mais variadas angústias”, disse Temer na segunda edição do evento “Quando os presidentes se encontram”, promovido virtualmente nesta terça-feira (27) pela Gouvêa Ecosystem.

“Devemos ter uma resistência no sentido de não nos entregarmos, nem com relação à pandemia, nem com relação à economia. A economia é recuperável. O que não pode é tardar muito. Isso ocorrerá por meio da imunização, por meio das vacinas, e todos lamentamos a disputa e a controvérsia em torno do assunto.”

Para Temer, o País precisa de unidade e ação. “É importante sabermos que o Brasil tem instituições muito sólidas. Hoje temos certa estabilidade que não tínhamos no passado.”

Imagem: Agência Brasil

Aiana Freitas

Aiana Freitas

Aiana Freitas é editora-chefe da plataforma Mercado&Consumo. Jornalista com experiência na cobertura de tendências de consumo, varejo, negócios, finanças pessoais e direitos do consumidor.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: