fbpx

Adyen aposta em tecnologia que ajuda a reduzir perdas no varejo

Solução evita pausa no pagamento gerada por cartões desatualizados

Permitir que transações continuem sendo feitas sem fricção para o varejo e para o consumidor final, fazendo com que o momento do pagamento continue “invisível”. Essa é a finalidade de uma tecnologia criada pela plataforma de pagamentos Adyen.

Todos os meses, dezenas de milhares de cartões saem de circulação por motivos dos mais diversos, como roubo, fraude, perda, vencimento ou dano. A partir deste momento, duas situações podem ocorrer: o banco envia um cartão novo para o cliente ou o próprio cliente entra em contato com o banco para pedir a substituição.

Qualquer que seja a situação, o impacto pode ser direto para o varejo e os prestadores de serviço, uma vez que pagamentos recorrentes que eram feitos com aqueles cartões tendem a ser pausados. É o caso de serviços de assinatura, de streaming, de academia, de aplicativos de delivery e de mobilidade, por exemplo.

“Ainda pode existir um problema maior, que é o de o varejista não conseguir se comunicar com o consumidor e aquele pagamento ou aquela assinatura não serem renovados. Ou seja, o varejista pode acabar perdendo o cliente”, diz o lead de Produtos para E-commerce da plataforma de pagamentos Adyen, Vinícius Nunes.

A empresa possui uma tecnologia que ajuda a reduzir possíveis perdas. O Real Time Account Updater (RTAU) atualiza o número de cartão sem atrito para o varejista e para o consumidor. “Quando a transação é feita pelo número ‘antigo’, o banco informa automaticamente que ele está sem validade, a Adyen ‘enxerga’ que um cartão novo foi emitido e faz a substituição”, explica.

Uma das empresas a adotar a tecnologia recentemente foi a Catho. “Desde o início da operação com essa funcionalidade, em março do ano passado, registramos um aumento de transações que anteriormente seriam perdidas. Esse total, em torno de 0,5% por mês, se refletiu na receita da empresa. Também identificamos um impacto significativo em períodos como janeiro, quando é renovada boa parte das assinaturas anuais”, analisa a diretora de Operações, Regina Botter.

Para ela, tão importante quanto o impacto financeiro é oferecer uma experiência mais conveniente para os clientes clientes, reduzindo atritos e evitando imprevistos, como a perda involuntária de acesso à plataforma da Catho.

Imagem: Bigstock

Aiana Freitas

Aiana Freitas

Aiana Freitas é editora-chefe da plataforma Mercado&Consumo. Jornalista com experiência na cobertura de tendências de consumo, varejo, negócios, finanças pessoais e direitos do consumidor.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: