fbpx

Pix começa a ser aceito nos sites e aplicativos de Pão de Açúcar e Extra

Para estimular uso da nova modalidade, compras a partir de R$ 99 terão frete grátis

A partir desta semana, os clientes que fizerem suas compras de supermercado pelos sites do Pão de Açúcar e do Extra, assim como nos aplicativos Pão de Açúcar Mais e Clube Extra, têm mais uma opção de pagamento: as duas redes passam a aceitar o Pix nas plataformas de e-commerce.  Para incentivar que os clientes conheçam e adotem a modalidade de pagamento instantâneo, as compras a partir de R$ 99 que forem pagas com Pix até 31 de julho têm frete grátis.

Nos sites, após realizar o login, o cliente escolhe a modalidade de entrega antes de realizar as compras. Com o carrinho completo, ele deve clicar para finalizar e escolher a melhor data e horário para receber os produtos. Na sequência, ao clicar em “Continuar para Pagamento”, é possível selecionar a opção “Pix”. Neste momento, será apresentado na tela um QR Code, que deverá ser lido pela câmera do smartphone. Também é possível copiar o código de pagamento e colar na função “Pix copia e cole” do app da instituição financeira.

Se a compra for realizada pelos aplicativos Clube Extra ou Pão de Açúcar Mais, é necessário copiar o código gerado e seguir com o pagamento. Depois, o cliente recebe via Whastapp todo o acompanhamento do pedido.

Com o Pix, a aprovação do pagamento se dá em segundos, o que facilita a logística dos produtos adquiridos, com uma maior agilidade nos passos seguintes do pedido. O Pix está disponível em todo o Brasil e para todas as modalidades de entrega dos sites, seja o Express, que entrega no mesmo dia, seja o Tradicional, que envia no dia seguinte, e também no “Clique e Retire”, opção pela qual o cliente adquire os itens pelo site e retira em uma das lojas Extra ou Pão de Açúcar.

Potencial do Pix

Com pouco mais de seis meses de atividade, o Pix revolucionou os meios de pagamento no Brasil e tem potencial de substituir até mesmo os cartões de débito e crédito, que são os preferidos pelos brasileiros. As considerações foram feitas por Alexandre Abreu, presidente do Banco Original, na quarta edição do evento “Quando os presidentes se encontram”, realizado pela Gouvêa Ecosystem e mediado pelo fundador e CEO Marcos Gouvêa de Souza.

“O Pix saque tem um potencial gigantesco para substituir os caixas eletrônicos porque os estabelecimentos [comerciais] vão poder desovar o dinheiro do caixa casado com a compra. Também tem potencial para concorrer com os cartões de débito e crédito, com o agendamento de pagamento, por exemplo”, diz.

Com quase 800 milhões de transações por mês, o Pix tem impacto em toda a cadeia. No Banco Original, 82% dos valores recebidos e 78% dos enviados já são feitos por esse meio.

Imagem: Reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: