href="67508"

Pão de Açúcar e Extra entram na corrida pelas entregas rápidas

As vendas do e-commerce do GPA cresceram 32% no segundo trimestre de 2021

Pão de Açúcar e Extra entram na corrida pelas entregas rápidas

Os clientes das redes de supermercados Extra e Pão de Açúcar contam agora com um prazo menor de entrega dos produtos. Quem optar pelo serviço de Clique e Retire pode retirar a compra já separada em uma das mais de 280 lojas das duas bandeiras uma hora após a realização do pedido. Já a modalidade de envio Express, que, com o apoio da infraestrutura de 170 lojas de ambas as redes, permite o recebimento dos produtos no mesmo dia, passa a garantir a entrega em até duas horas após a confirmação do pagamento.

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) entra, assim, na corrida pelas entregas rápidas que têm movimentado não só o setor de supermercados, mas todo o varejo brasileiro.

O negócio online do grupo tem apresentado desempenho acelerado: as vendas do e-commerce cresceram 32% no segundo trimestre de 2021, comparado ao mesmo período do ano anterior e a operação online já representa 8,2% da venda total de alimentos.

No segundo trimestre deste ano, as modalidades de entrega rápidas, incluindo a operação dos last milers, representam 74% do total das vendas online. No caso do Clique e Retire, uma parcela entre 40% e 50% dos clientes que optam por essa modalidade fazem compras adicionais durante o processo de retirada do pedido na loja, com incremento de 22% no ticket médio. Para ambas as modalidades, além da diminuição do tempo previsto para entrega e retirada, a operação também foi ampliada para os domingos.

“O cliente busca cada vez mais praticidade e rapidez nas compras que realiza pela internet e, no caso dos supermercados, essa demanda também tem crescido. Por isso, estamos aprimorando nossa operação e focados em acelerar o crescimento do nosso e-commerce, aperfeiçoando continuamente as plataformas dos sites e apps, mantendo a consistência nas categorias abastecedoras e aumentando a participação de itens perecíveis na cesta de compra dos clientes. A diminuição dos prazos de entrega vem para atender a um comportamento de consumo cada vez mais evidente e que deve permanecer no futuro”, diz Rodrigo Pimentel, diretor de E-commerce do grupo.

Imagem: Divulgação

Sair da versão mobile