fbpx

Cade aprova compra do Hospital Santa Martha pela Notre Dame Intermédica

Negócio consiste na compra da Casa de Saúde e Maternidade Santa Martha, localizada em Niterói

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição de 100% das ações do Hospital Santa Martha pela Notre Dame Intermédica, conforme despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU).

O negócio consiste na compra da Casa de Saúde e Maternidade Santa Martha, localizada em Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A operação custou R$ 160 milhões, segundo anunciaram as empresas em julho. O valor corresponde a aproximadamente R$ 850 mil por leito e paga também o imóvel do empreendimento, que tem aproximadamente 9,1 mil m² de área construída.

Ao Cade, as empresas disseram que “a transação se alinha à estratégia da Intermédica de crescimento e expansão de sua rede própria no Estado do Rio de Janeiro, ampliando sua competitividade e penetração nessa região” e, do ponto de vista dos vendedores, “a operação representa uma oportunidade de retorno do valor investido no negócio”.

O Hospital Santa Martha teve um faturamento de R$ 94,4 milhões em 2020, opera um hospital geral de alta complexidade com laboratório de análises clínicas e parque de imagem, incluindo ressonância magnética, tomografia computadorizada e hemodinâmica.

A empresa comprada dispõe ainda de 5 salas de parto, seis salas de cirurgia e ampla capacidade com 187 leitos, dos quais 45 são leitos UTI adulto e 18 são leitos UTI neonatal.

Fusões e aquisições em 2021

Um grupo de empresas que encheu o caixa nos últimos tempos deve usar esses recursos para assediar os concorrentes nos próximos meses com ofertas agressivas de fusões ou aquisições, em busca de ganho de escala e de presença mais forte no digital. Com grandes movimentos no varejo (com a compra da Hering pelo Grupo Soma) e saúde (com a união de Hapvida e NotreDame Intermédica), o mercado já projeta um recorde histórico de operações em 2021.

Segundo a consultoria Dealogic, que coleta dados do mercado financeiro, já foram realizadas neste ano até aqui US$ 52,1 bilhões em operações de fusões e aquisições no Brasil, superando o valor de todo o ano passado, que foi de US$ 45,9 bilhões.

Entre as empresas que devem liderar esse movimento, está a varejista Renner. Após colocar cerca de R$ 4 bilhões no caixa, a varejista gaúcha analisa diversos ativos para aquisição e a expectativa é que a empresa dê um passo mais firme no mundo digital.

Com informações de Estadão Conteúdo (Luci Ribeiro)
Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: