As mudanças no mindset de consumo no pós-pandemia

As mudanças no mindset de consumo no pós-pandemia

Recentemente, realizamos uma pesquisa com o tema Sociedade 5.0 em diversos países da América Latina para ser apresentada na abertura do Latam Retail Show, o maior evento de consumo e varejo da América Latina.

Nesse estudo nós cobrimos diversos assuntos relacionados à percepção dos povos latinos sobre a sociedade 5.0, mas também mapeamos o desejo latente de consumo para diversas categorias, além de uma série de tendências que impactarão o futuro do consumo.

O consumo, de maneira geral, está retomando o seu normal pré-pandemia, mas há mudanças comportamentais que ficaram no período, influenciadas por diversos aspectos que nortearam as relações e a forma com que as pessoas consomem atualmente.

O medo coletivo e o isolamento, muito mais fortes no início da pandemia, foram os grandes propulsores das mudanças comportamentais observadas tanto na forma como nos relacionamos com as pessoas, na relação com os estudos e o trabalho quanto com o consumo de determinadas categorias.

A aceleração na digitalização foi um facilitador para diminuir as barreiras de consumo, mantendo a segurança necessária para a saúde das pessoas. Várias inovações tecnológicas vieram para ficar e vão tornar as jornadas de compra e experiência mais dinâmicas e com menos fricção.

Os impactos físicos e emocionais da pandemia são evidentes e devem perdurar por muitos anos. A adaptação às novas mudanças de comportamento demandam tempo e paciência. Uma das tendências acompanhadas no estudo é a tendência de sustentabilidade humana, que é a busca das pessoas por caminhos sustentáveis para a mente e o corpo. Essa é uma contra-tendência ao medo coletivo e ao medo pandêmico e tem como principais manifestações a busca por cultura, lazer e a natureza, duramente restritos nos últimos meses e que agora começam a voltar ao normal.

Entre as categorias que as pessoas pretendem consumir nos próximos 5 a 10 anos, as viagens nacionais são a principal. A busca por cultura e lazer também está no top 10 entre as categorias que mais deverão ser consumidas nos próximos anos, mostrando o desejo reprimido do brasileiro em consumir produtos que vão lhe satisfazer física e mentalmente. Outros exemplos recentes foram o enorme sucesso nas vendas antecipadas de pulseiras para o Rock in Rio e a venda de ingressos da Fórmula 1. Talvez o consumo de cultura, lazer e viagens não seja exatamente igual foi no passado. Os protocolos de segurança, a forma de comprar e consumir mudaram, mas o desejo de consumo segue mais forte do que nunca.

% Categorias que desejam aumentar consumo ou passar a consumir |  BRASIL

Nós seguiremos investigando as mudanças no comportamento dos brasileiros e das sociedades latinas nos próximos anos para revelar caminhos e oportunidades para que as empresas possam seguir trilhando.

* Esses dados tiveram como base o estudo Tomorrow’s Consumer: Sociedade 5.0, desenvolvido pela Mosaiclab com campo em parceria com a Offerwise em 14 países na América Latina, com 4.930 participantes, número representativo das populações dos países e apresentado na abertura do Latam Retail Show 2021. Para mais informações sobre o estudo, entre em contato conosco via info@mosaiclab.com.br.

Ricardo Contrera é sócio-diretor da Mosaiclab.
Imagens: Shutterstock

Sair da versão mobile