fbpx

Energy Brasil lança maquininha própria e mira inclusão de classes C e D

O grande diferencial seriam as condições mais favoráveis que podem ser oferecidas aos clientes

Tendo em vista a democratização do acesso à energia solar, a Energy Brasil lançou um sistema de pagamento de rede, a Energy Pay. A empresa, que é a maior franquia desse segmento, passará a ter a própria maquininha para fazer as cobranças.

Um kit de painéis solares custa, em média, R$ 10 mil e conta com três opções para pagamento: à vista, financiamento, ou parcelamento no cartão de crédito. O volume de pagamentos à vista é baixo. Já o processo de financiamento é burocratizado e com taxas inacessíveis para as classes C e D. A opção por pagamento em cartão de crédito, embora rápida, possui diversas condições e taxas financeiras por trás das operações.

Segundo a empresa, a ideia de criar a própria maquininha surgiu por conta das dificuldades apresentadas pelos outros sistemas de pagamento. Outro fator levado em conta pela rede foi o aumento no número de compras realizadas por meio de cartão de crédito, débito e pré-pagos. Um levantamento feito pela Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços (Abecs) mostrou que as compras por esse meio cresceram 52% no segundo trimestre de 2021.

Compra sem juros

“Com a maquininha própria, o franqueado possibilita ao cliente realizar a compra dos kits em vários cartões de crédito, com parcelamento em até 12 vezes sem juros, enquanto outras adquirentes aplicam juros”, destacou Túlio Fonseca, sócio-fundador da Energy Brasil.

Com uma máquina própria, a Energy Brasil visa atingir o público de classes sociais com menor poder aquisitivo, principalmente da C e D. O grande diferencial seriam as condições mais favoráveis que podem ser oferecidas aos clientes por não estarem mais atrelados a uma terceira empresa responsável pela cobrança ou burocracia.

“O uso da energia solar já está presente em algumas famílias, mas é preciso ir além, como mostra o atual cenário. A nossa empresa acredita que todas as pessoas possam ter liberdade energética, de forma ágil e sem burocracia”, diz Fonseca.

Atualmente, segundo dados da Associação Brasileira de energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Brasil ocupa a 9º colocação como maior fonte de geração solar. O País subiu três posições em relação ao último levantamento, feito no ano passado.

Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: