Netflix supera previsão de lucro no 3º trimestre e ganha 4,38 milhões de assinantes

Receita da companhia subiu 16,27% de julho a setembro, a US$ 7,483 bilhões

Netflix supera previsão de lucro no 3º trimestre e ganha 4,38 milhões de assinantes

A plataforma de streaming Netflix registrou lucro líquido de US$ 1,449 bilhão no terceiro trimestre de 2021, uma alta de 83,4% na comparação com o resultado de igual período do ano passado. A receita da companhia, por sua vez, subiu 16,27% de julho a setembro, a US$ 7,483 bilhões, em relação ao terceiro trimestre de 2020. O lucro ajustado por ação ficou em US$ 3,19, acima da projeção da FactSet, que era de US$ 2,56.

“Após uma lista de conteúdo mais leve do que o normal no primeiro e segundo trimestre devido a atrasos de produção relacionados à covid-19 em 2020, estamos vendo os efeitos positivos de uma lista mais forte no segundo semestre do ano”, diz o comunicado da Netflix aos acionistas.

No trimestre, a plataforma de streaming registrou um aumento líquido de 4,38 milhões em sua base de assinantes, acima dos 2,2 milhões de igual período do ano passado.

No total, a Netflix soma 213,6 milhões de assinaturas pagas.

No guidance para o quarto trimestre, a empresa projeta lucro líquido de US$ 365 milhões e receita de US$ 7,712 bilhões. Além disso, a empresa espera acumular 8,50 milhões de novos assinantes líquidos de outubro a dezembro.

Nas negociações do after hours em Nova York, a ação da Netflix tinha alta de 0,4%, às 17h29 (de Brasília).

E-commerce próprio

Neste ano, buscando a diversificação de negócios, a gigante do streaming Netflix lançou um e-commerce, o Netflix.shop. A loja online terá objetos colecionáveis e peças de vestuário baseados em produções originais da marca. Entre os itens lançados, estão streetwear e bonecos de ação baseados na série de anime Yasuke e Eden, além de itens de vestuário e decoração inspirados em Lupin, projetados e produzidos em colaboração com o Museu do Louvre, na França.

Por enquanto, as vendas estão concentradas nos Estados Unidos, mas serão expandidas para outros países ao longo dos próximos meses. “Estamos entusiasmados em oferecer aos fãs uma nova maneira de se conectar com suas histórias favoritas e apresentá-los à próxima onda de artistas e designers que abraçam o poder da narrativa em todas as suas formas”, informou a empresa.

Com informações de Estadão Conteúdo (Iander Porcella)
Imagem: Shutterstock

Sair da versão mobile