fbpx

Campus Party: Especialista dá dicas de branding para as redes sociais

Taíla Quadros, falou sobre o tema no primeiro dia do evento, realizado de forma híbrida

Cada vez mais as redes sociais se tornam importantes para as marcas. A pandemia, por si só, já acelerou um processo de migração para o digital que acontecia de forma gradual. Mas, apesar de o processo ter começado, é importante que pequenos, médios e grandes negócios entendam como utilizar o branding nesses canais.

Esse foi o tema da palestra da Taíla Quadros, professora e especialista em marketing digital, na 13º edição da Campus Party Brasil. Ela deu dicas de como se comunicar nas redes, a que pontos prestar atenção e como entender o objetivo do esforço gasto nas redes.

O ambiente das redes sociais é um local com inúmeros potenciais clientes, que estão sendo bombardeados por informação e conteúdo. Para Taíla, é nesse momento que a marca precisa agir. “É nessa disputa por atenção que a gente precisa mostrar o diferencial que fará com que as pessoas se identifiquem com a sua marca.”

A identificação é considerada um dos pilares fundamentais para o branding, porque ela possibilita a fidelização dos clientes. Ela faz com que esses clientes falem da marca pelas redes, o que irá aumentar a visibilidade da empresa no mercado.

Campus Party: Especialista dá dicas de branding para as empresas nas redes sociais
Taíla Quadros, professora e especialista em marketing digital

Como fazer?

“O primeiro ponto é definir a voz da marca. Quem é você, quem é sua marca e o que ela quer representar, qual o seu propósito. E, a partir daí, é preciso pensar e entender como passar isso para as pessoas”, destaca Taíla. Ela também destaca o “tom” de voz que vai ser utilizado nessa comunicação, que precisa estar de acordo com o público-alvo e com a rede que será usada.

O segundo tem relação direta com o primeiro e influencia todos os seguintes. É de fundamental importância a marca ter o objetivo da sua estratégia de comunicação nas redes definido para que o branding atinja a meta. “É preciso saber por que você está em cada rede social e, a partir daí, definir como se comunicar e como sua marca vai se portar. Se está ali para responder dúvidas, para ter uma posição mais institucional, para ensinar alguma coisa para as pessoas, por exemplo”, disse Taíla.

Em terceiro lugar, a especialista cita a importância de estabelecer uma identidade visual. Existem marcas que são facilmente lembradas pelas pessoas por causa de suas cores ou tipografias. Conseguir criar essa lembrança visual nos consumidores é importante. Taíla só alerta para alguns casos específicos, como logos sem a visibilidade. “É importante que o logotipo seja coerente com o que a marca quer passar, mas é necessário entender se é adaptável para as redes sociais”, complementa.

A necessidade de produzir conteúdo alinhado com o objetivo da marca é o quarto ponto destacado por ela. É fundamental que exista toda uma conexão entre o objetivo, o tom de voz utilizado, a forma como será feito e o que se quer tirar da produção do conteúdo. O principal, diz ela, é que seja um conteúdo autêntico. “Esse conteúdo não é para ser em vão e encher o feed das pessoas. Tem que ser um conteúdo que vai permitir que a marca consiga fechar um negócio, vai despertar o interesse ou vai mostrar autoridade – e que precisa estar alinhado ao objetivo da marca”, completa Taíla.

Por fim, ela cita a necessidade da humanização da marca. Ela se aproximar e interagir com quem também está na rede é crucial no branding. Ela cita o exemplo da Netflix nas redes sociais: “Não existe um rosto específico que se comunica como a marca, mas você sente que está falando com uma pessoa que é sua amiga.”

Imagem: Shutterstock

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: