Rússia impõe restrições ao Facebook por suposta censura a veículos de imprensa

Censura teria sido feita aos perfis de quatro veículos de comunicação locais, entre eles a agência RIA Novosti

Em meio à ofensiva militar na Ucrânia, a Rússia impôs “restrições parciais” ao acesso Facebook no país, informou a Roskomnadzor, reguladora do setor de telecomunicações russo. Segundo comunicado, a medida é uma resposta à decisão da Meta Platforms, controladora da rede social, de “censurar” os perfis de quatro veículos de comunicação locais, entre eles a agência RIA Novosti.

A agência explicou que, nos últimos dias, cobrou da empresa explicações sobre o bloqueio das contas e exigiu que elas fossem reativadas, mas não obteve retorno.

O procurador-geral da Rússia e o ministério das Relações Exteriores acusaram o Facebook de envolvimento “na violação dos direitos humanos e liberdades fundamentais, bem como dos direitos e liberdades dos cidadãos russos”.

Operações suspensas

Nesta sexta-feira (25), segundo dia de conflitos, a trading de commodities agrícolas Archer Daniels Midland (ADM), dos Estados Unidos, disse que parou de operar suas instalações na Ucrânia em resposta a protocolos de segurança e diretrizes governamentais. A empresa, com sede em Chicago, afirmou que está monitorando o potencial impacto financeiro do conflito Rússia-Ucrânia.

Segundo um porta-voz da empresa, a ADM emprega mais de 630 pessoas nessas instalações, que incluem uma planta industrial de esmagamento de soja, um terminal de grãos, seis silos de grãos e um escritório comercial em Kiev.

Outras empresas agrícolas dos EUA que operam na Ucrânia também estão fechando escritórios e instalações em resposta ao ataque da Rússia. A Bunge, líder mundial no processamento de sementes oleaginosas e na produção e fornecimento de óleos e gorduras vegetais especiais, fechou os escritórios e suspendeu temporariamente as operações em instalações de processamento em duas cidades da Ucrânia, como informou a empresa na quinta-feira.

A CHS, cooperativa agrícola e grande exportadora de grãos e varejista de sementes e produtos químicos, disse que vem reduzindo sua atividade de exportação na Ucrânia nas últimas semanas. Ela emprega 46 pessoas na região, mas não possui operações portuárias no país.

Com informações de Estadão Conteúdo (André Marinho)
Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: