Cupons exclusivos para app foram tendência no Dia do Consumidor, aponta pesquisa

O estudo analisou mais de 62 mil publicações que continham os termos "cupom" e "promoção"

Criado em 2014 e celebrado no dia 15 de março, o Dia do Consumidor conquistou espaço entre as principais datas do varejo brasileiro. Neste ano, os cupons exclusivos para os aplicativos foram algumas das estratégias das grandes marcas para movimentar a semana com promoções.

Segundo um estudo feito pela Elife e SA365, que utilizou dados extraídos da Buzzmonitor, no período entre 14 e 20 de março foram feitas mais de 62 mil publicações mencionando o termo cupom ou promoção. Ao todo, 35.610 usuários únicos fizeram menção a esses termos e foram utilizados como base para a pesquisa. Para a análise, foram consideras menções no YouTube, Instagram, Twitter e Facebook.

Ao analisar as publicações apenas com a palavra cupom, foi registrado um total de 16.716 posts, e a varejista Americanas foi a mais mencionada, com 12,25% dessas publicações. A empresa é seguida pela Shopee, com 12,17%, a Amazon, 7,68%, e o Submarino com 5,85%.

As compras via aplicativo também tiveram destaque nas publicações relacionadas às Americanas. Aproximadamente 61% dos posts continham o termo “app”, além dos cupons de descontos exclusivos para a plataforma, que aparecem como “Appl100” ou “Appl1221”.

Já no caso da Shopee, os consumidores foram motivados principalmente por condições especiais de conveniência. Durante o período analisado, os termos “frete” e “grátis” apareceram em mais de 40% das publicações. Ainda com relação empresa de Singapura, foi registrada a preferência por ofertas “relâmpago” e produtos com o ticket médio baixo. Entre os itens mais comprados ou desejados na época, os consumidores citaram “livros” em 40% dos posts e “papelaria” em 27,47%.

Por fim, a Amazon também reforçou a ideia de comprar pelo aplicativo e utilizou como estratégia cupons exclusivos para a plataforma. O cupom “Appamazon15” foi o segundo mais citado, perdendo apenas para o próprio nome da marca. A companhia também adotou como estratégia o preço fixo – menções a “1,99” e “9,95” foram recorrentes. Entre as categorias, o setor de livraria chamou a atenção com os produtos mais citados sendo o Kindle, com 12,40% das publicações, e os “livros” tiveram 8,13%.

Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: