O que é esse tal de brandformance?

Atualmente, manter uma marca ou negócio em evidência, principalmente no meio digital, pode não ser uma tarefa fácil. E é na busca de gerar resultados que as empresas precisam sempre estar atentas ao mercado, aos aspectos de produto, à comunicação, e também a maneiras de criar e nutrir uma marca que seja memorável na cabeça dos consumidores.

Segundo o estudo “Close the Trust Gap to Unlock Business Value”, da Deloitte Insights, 68% dos consumidores preferem gastar com marcas em que realmente confiam. E como estabelecer essa confiança em um mercado tão competitivo?

É aí que entra o tal do brandformance.

Quando essa ideia começou a surgir, o termo carregava o conceito de estratégias de performance que se alimentavam do branding para poder alimentar suas campanhas. Mas eu posso dizer que é muito mais que isso. O brandformance é uma grande via de mão dupla. De um lado temos um conjunto de estratégias de gestão de marca que se mantêm vivas, que nunca param de ser aprimoradas e que precisam ganhar o mundo; do outro, temos um grande campo de performance para ser explorado e potencializado constantemente.

A marca potencializada pela performance

Algum tempo atrás, o branding ainda era visto como um campo nebuloso e impossível de ser tangível e medido. Hoje, quando olhamos para processos de branding com um mindset de performance, conseguimos explorar com mais facilidade e segurança todos os dados que permeiam a construção da marca.

Da concepção ao lançamento, as OKRs guiam a nossa percepção sobre a aceitação, o reconhecimento e o modo como produtos e serviços são colocados no mercado, ou seja, conseguimos construir e direcionar a presença, o posicionamento e o propósito de marca sobre um alicerce de dados muito mais assertivo e que gera confiança e reconhecimento do público.

A performance que se alimenta do branding

Para negócios mais tradicionais ou inovadores, uma estratégia integrada de comunicação em todos os pontos de contato faz com que a sua performance esteja sempre caminhando lado a lado com o seu posicionamento de marca, seus valores e essência.

Com o branding, conseguimos levar a alma da marca para todos os pontos de contato onde ela será apresentada, e apresentar produtos de maneira mais completa, clara e atraente para o mercado e para o público.

A união de alma e dados

Quando falamos sobre como e onde a interseção entre performance e branding acontece, precisamos pensar sobre o momento da ação. Como a marca vai se comportar quando for para o mundo?

É como se a marca fosse uma pessoa, o branding fosse o caráter, que direciona e caracteriza o negócio, e a performance fosse a personalidade, que pode ser trabalhada e adaptada de acordo com as necessidades do negócio.

O brandformance empírico

Eu, como especialista em performance, pude sentir de perto como a união dessas duas estratégias realmente trouxe um impacto positivo para o nosso negócio. Saímos de 5 pessoas para mais de 70 em apenas dois anos, e sem parar de crescer.

Com o brandformance, tivemos marcas aprovadas e com uma crescente penetração no mercado, campanhas de performance com números extraordinários e que fizeram a Proteína se posicionar, escalar e vender com muito mais resultados.

O que pensam especialistas de mercado?

Em um papo descontraído, prático e que mostra uma visão ampla das duas estratégias, falamos um pouco mais sobre o brandformance no nosso podcast, com a participação do Thiago Muniz, CEO da Receita Previsível. O papo completo você pode conferir no abaixo.

João Thiago Ramos é sócio-fundador e CPO da Proteína Digital.
Imagem: Shutterstock

João Thiago Ramos

João Thiago Ramos

Começou a trabalhar com 15 anos na MKTMIX Comunicação, empresa de Hélio e Marcio Ramos, especializada em comunicação off-line para o mercado de varejo (Ponto-Frio, Sorvete Sem Nome, Mundial Supermercados).Formado em Web Development pelo instituto INFNET, publicidade pela FACHA, com MBAs em Inteligência competitiva (ESPM) e Data Science, Big Data e Inteligência Artificial (PUC-RS). Atualmente com 22 anos de experiência de mercado sendo 10 anos atuando com performance na área de telecom em empresas como Net, Claro, Vivo, Tim, Oi e Sky. Também teve a experiência de ser co-fundador no ecossistema de empresas GOMA, com foco em colaboração e sustentabilidade na zona portuária do Rio de Janeiro, auxiliando empresas e projetos como Benfeitoria, Brownie do Luiz, Agência Rastro, Matéria Brasil, Zerezes, Mancha Orgânica, Tucum, Gitec, Ambedu, ASAP, dentre outras startups e iniciativas com foco em gerar impacto social e ambiental certificadas pelo Sistema B.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: