Banco do Brasil renegocia quase R$ 19 bilhões pelo Desenrola desde o início do programa

Na quarta-feira, 22, o banco vai participar do Dia D, e abrirá uma hora mais cedo em cerca de 4 mil pontos de atendimento físico

Banco do Brasil renegocia quase R$ 19 bilhões pelo Desenrola desde o início do programa

O Banco do Brasil renegociou quase R$ 19 bilhões por meio do Desenrola desde o começo do programa do governo federal, em julho deste ano. Na quarta-feira, 22, o banco vai participar do Dia D do programa, e abrirá uma hora mais cedo mais de 4.000 pontos de atendimento físico.

O mutirão é uma iniciativa do governo federal para estimular as renegociações no chamado Faixa 1 do Desenrola, que inclui clientes de baixa renda e que começou no dia 9 de outubro. Na segunda-feira, o público foi ampliado para contemplar clientes com dívidas entre R$ 5.000 e R$ 20.000. No BB, são cerca de 2,5 milhões de clientes habilitados ao parcelamento.

“O mutirão é importante para ampliar ainda mais a recuperação de créditos, que tem permitido que os clientes voltem ao mercado de consumo e que contribui para dar dinamismo à economia”, diz em nota a presidente do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros.

Ela afirma ainda que o banco apoia o programa e acredita nele. Dos R$ 19 bilhões renegociados pelo BB, R$ 17,5 bilhões foram através do banco, e o restante por meio da Ativos S.A., a empresa de recuperação de crédito do conglomerado.

Foram atendidos cerca de 900 mil clientes do BB e 876 mil da Ativos. O banco ampliou as condições de renegociação para micro e pequenas empresas, que não estão no escopo do programa, e atendeu cerca de 65 mil delas, com renegociação de R$ 5,2 bilhões.

Com informações de Estadão Conteúdo (Matheus Piovesana)

Imagem: Shutterstock

Sair da versão mobile