fbpx

Após IPO, receita bruta total da Petz cresce 51% no 3º trimestre de 2020

A receita bruta total registrada da Petz no 3º trimestre de 2020 atingiu R$ 450,2 milhões, com crescimento de 51% em relação ao obtido no mesmo período do ano anterior. É o que apontam os primeiros resultados trimestrais divulgados pela empresa depois do IPO (oferta inicial de ações) realizado em setembro.

O destaque ficou para as vendas nos canais digitais, que somaram R$ 114,8 milhões, um incremento expressivo de 392,9% em relação ao 3º trimestre de 2019. Com essa evolução, as receitas digitais passaram a representar 25,5% do total, ante 7,8% de participação registradas no mesmo trimestre do ano anterior.

“Em um cenário de normalidade, os resultados da Petz neste terceiro trimestre já seriam expressivos. Se considerarmos que estamos em um ano de pandemia, podemos avaliar que nossa operação registrou uma expansão significativa, com índices robustos de crescimento”, afirma Sergio Zimerman, fundador e presidente da Petz.

Na comparação com o segundo trimestre de 2020, período no qual os impactos da pandemia foram mais severos, as vendas digitais continuaram a crescer sequencialmente, assim como o faturamento das lojas físicas, que, em função da flexibilização das medidas de isolamento ao longo do terceiro trimestre, voltaram a acelerar, mantendo a Penetração Digital praticamente estável durantes esses dois trimestres.

O Ebitda Ajustado atingiu R$ 46,8 milhões no trimestre, o que representou um crescimento de 34,5% sobre os R﹩ 34,8 milhões obtidos no terceiro trimestre de 2019. Por fim, o Lucro Líquido atingiu R$ 17,1 milhões no trimestre, avanço de 47,5% sobre os R$ 11,6 milhões obtidos no terceiro trimestre de 2019.

Volume recorde de inaugurações

O trimestre registrou a inauguração de dez novas lojas Petz, igualando recorde registrado no 4º trimestre de 2019 e marcando a chegada a dois novos Estados: Mato Grosso e Ceará. Nos últimos 12 meses, foram abertas 25 lojas em 12 Estados diferentes. Outras quatro unidades foram abertas até o momento, ao longo do mês de outubro, elevando o total de lojas para 124, espalhadas por 15 Estados e Distrito Federal.

Considerando-se as vendas dentro das mesmas lojas (“same-store-sales” ou “SSS”), o crescimento foi de 32,3% de um ano para outro. “Esses resultados foram colhidos com o esforço dos nossos mais de quatro mil colaboradores e refletem a confiança dos clientes em nossa plataforma de soluções para o mercado pet”, comenta Sergio Zimerman.

Para ele, a evolução também reflete o acerto da estratégia de investir na plataforma omnichannel. “Nosso Índice Omnichannel de quase 80% é referência não só no varejo brasileiro, mas também em nível global. A pandemia reforçou duas tendências já existentes. Com o isolamento social e a permanência por mais tempo nos lares, intensificou-se a proximidade entre tutores e pets. Além disso, aprofundou-se a mudança de hábitos de consumo das pessoas, do varejo físico para os canais digitais, levando a participação das nossas vendas digitais a um patamar que, antes da pandemia, prevíamos que só seria atingido em cinco anos”, completa Zimerman.

Imagem: Reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: