fbpx

Gourmetzinho aposta em financiamento coletivo para crescer

Criada em 2015, startup atua no mercado de alimentação saudável de bebês e crianças

A Gourmetzinho, startup de alimentação saudável de bebês e crianças criada em 2015, está colocando em prática um plano de expansão que inclui, além da ampliação do cardápio, a captação de recursos via financiamento coletivo e investidores-anjo.

Nesta semana, a empresa fechou 100% das reservas de cotas do crowdfunding capitaneado pela CapTable. “A negociação com os anjos é mais demorada. Fizemos a divisão para ganhar mais velocidade”, conta o criador da marca, Pedro Padis, em entrevista à Mercado&Consumo.

Antes mesmo das captações, a empresa já tinha ampliado o cardápio, que passou de 30 para 50 opções nos últimos três meses. Também com recursos próprios, havia contratado profissionais para cargos estratégicos, como um CMO e um CFO, e feito investimento direto em marketing.

“Temos uma fábrica com capacidade ociosa para acompanhar esse crescimento. Hoje trabalhamos basicamente com público B2C, venda por e-commerce e WhatsApp, e temos células de distribuição espalhadas pelo Brasil para trabalhar com o last mile.”

Gourmetzinho aposta em financiamento coletivo para crescer
Pedro Padis, criador da Gourmetzinho

Pratos certificados pela Anvisa

A Gourmetzinho trabalha com quatro linhas de produtos, divididas por faixa etária: bebês de 6 a 8 meses (fase 1), de 9 meses a 1 ano (fase 2), a partir de 12 meses (fase 3) e a partir de 3 anos (AC, ou “Agora eu Cresci”).

Todos os pratos oferecidos nas fases 1, 2 e 3 são certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O processo de certificação, que pode demorar até 1 ano para ser concluído, é uma barreira para a entrada de outros players nesse mercado.

A marca também vende biscoito de polvilho e frutas liofilizadas, que são distribuídos regionalmente por meio de parcerias. “Agora, estamos preparados para explorar outras possibilidades de expansão, como novos produtos e diferentes tipos de parcerias”, afirma Pedro Padis.

Segundo o executivo, a pandemia alterou a rotina das famílias, mas as dificuldades com o cuidado da alimentação saudável continuam existindo. “A preocupação com a alimentação da criança vem crescendo e migrar para uma alimentação 100% orgânica faz parte do nosso conceito. A ideia é que a Gourmetzinho traga mais comodidade para os pais pelo menos uma vez ao dia.”

Imagens: Divulgação

Aiana Freitas

Aiana Freitas

Aiana Freitas é editora-chefe da plataforma Mercado&Consumo. Jornalista com experiência na cobertura de tendências de consumo, varejo, negócios, finanças pessoais e direitos do consumidor.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: