fbpx

Aumento de mulheres em cargos de liderança é uma das metas da BK Brasil

Rede de fast-food pretende apresentar avanços nas suas políticas ambientais, sociais e de governança

A presença de mulheres em 50% dos cargos de liderança é uma das metas compromissos de ASG (Ambientais, Sociais e de Governança) anunciadas pelo BK Brasil, que opera as franquias do Burger King e do Popeyes, para os próximos anos.

Com as subdivisões estabelecidas em Nossa Gente, Nossa Pegada e Nossa Comida, a rede de fast-food tem como foco o desenvolvimento cada vez mais sustentável e contribuir para o consumo consciente.

“Na BK Brasil, temos como objetivo servir comida de verdade, com a melhor qualidade, inovação, bons ingredientes e de forma cada vez mais sustentável. Acreditamos que os compromissos oficialmente lançados firmam um pacto global, impactando positivamente a sociedade e o futuro do nosso planeta”, afirma Iuri Miranda, CEO da BK Brasil.

Comida mais saudável

Entre as práticas relacionadas a alimentação, a BK Brasil anunciou que o objetivo é oferecer alimentos livres de conservantes, aditivos e corantes artificiais. A meta para revolucionar os cardápios oferecidos pelas redes Burger King e Popeyes no Brasil é 2025.

Já em setembro do ano passado, o Burger King anunciou a retirada de todos os ingredientes artificiais de seu lanche mais pedido, o Whopper. A medida totalizou 277 milhões de toneladas de conservantes a menos na produção desse lanche. Atualmente, 70% do cardápio da rede é livre de ingredientes artificiais.

Outra meta estabelecida foi a reciclagem de 100% do óleo dos restaurantes até o final de 2021, concluindo um processo iniciado em 2018 com a coleta e reaproveitamento do insumo. Durante esses anos de projeto, o óleo foi destinado e transformado em biodiesel, sabão e outros insumos. Ainda na subdivisão Nossa Comida, o BK pretende atingir 90% de reciclagem e compostagem do lixo dos restaurantes de rua até 2025.

Pegada ecológica

Nas questões relativas a pegada ecológica, a principal meta estabelecida pela BK Brasil foi a redução em 30% da emissão de gases do efeito estufa em toda a companhia, com limite em 2030.

Estão também entre as medidas a eliminação de fornecimento de plástico para os clientes em ambas as redes no Brasil até 2025; o não uso de caixas de papelão para o lanche Burger King Jr., o que ocorre desde 2020 e já economizou mais de 119 toneladas de papel por ano; e a extinção de caixas de papel para os lanches, com o alimento sendo embalado apenas em uma lâmina de papel.

Maior representatividade

Já a meta de ter 50% dos cargos de liderança ocupados por mulheres reforça que a representatividade feminina é o principal objetivo para o BK Brasil no pilar social. Em março deste ano, a companhia recebeu o selo Women On Board (WOB), que certifica às organizações que incentivam a presença de mulheres em conselhos administrativos ou consultivos, e é patrocinado pela ONU Mulheres.

O compromisso com a inclusão e o aumento da diversidade (Pretos, PCDs, Senioridade e LGBT+s) em todos os ambientes e setores das redes também é um dos alvos desse pilar social. Ambas as metas citadas têm como data limite o ano de 2025.

Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: