fbpx

Caixa deve abrir mais 268 agências e contratar mais 4.000 funcionários

Segundo o presidente da instituição, a presença é importante especialmente nas cidades do interior

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse nesta terça-feira (19) que a expansão da rede física planejada pelo banco é necessária diante do foco social da instituição, e que a CEF tem um “equilíbrio” para atender a pequenas cidades e a grandes capitais.

“Estamos abrindo mais 268 agências e contratando mais 4.000 pessoas, e isso vem exatamente porque em uma série de locais, especialmente no interior, a presença é importante”, disse ele, durante palestra no 93º Encontro Nacional da Indústria de Construção, promovido pela Câmara Brasileira da Indústria de Construção, realizado virtualmente.

Segundo ele, 100 dessas agências terão foco no agronegócio, frente em que a Caixa pretende avançar fortemente, e outras 168 terão foco social. Ele afirmou ainda que o banco financia 99,99% dos projetos do Casa Verde e Amarela, programa habitacional do governo federal – o que amplia ainda mais a sua necessidade de chegar ao interior.

“Nós temos hoje 99,99% do Casa Verde Amarela, e o Casa Verde Amarela, que é habitação para baixa renda, é mais forte especialmente no interior do Norte e do Nordeste”, disse ele.

Guimarães afirmou ainda que a Caixa é também o “banco da matemática”, e que sua gestão elevou a rentabilidade do banco, o que permitiu dar um retorno à sociedade – segundo ele, através de taxas menores em produtos e serviços financeiros.

Caixa deve abrir mais 268 agências e contratar mais 4.000 funcionários
O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, participou do 93º Encontro Nacional da Indústria de Construção, promovido pela Câmara Brasileira da Indústria de Construção

Crédito Caixa Tem

Durante o mesmo evento, o presidente da Caixa Econômica Federal estimou que 20 milhões de pessoas tomarão empréstimos no Crédito Caixa Tem até o final do ano que vem, programa de microcrédito do banco público viabilizado através do aplicativo originalmente criado para o pagamento do auxílio emergencial.

“Acredito que até o fim de 2022, 20 milhões de brasileiros tomem crédito nessa modalidade, que é uma revolução”, afirmou.

Segundo ele, as taxas da modalidade, de 3,99% ao mês, podem baixar à medida que os primeiros clientes paguem as parcelas, porque isso vai gerar uma base de dados sobre seu histórico financeiro que hoje não existe, porque antes não eram bancarizados.

Ele ressaltou que o público-alvo do novo crédito é formado por pessoas que não possuem renda formal. “Não vai ser para quem tem renda formal e pode pegar, por exemplo, um crédito consignado.”

Ontem, a Caixa liberou os pedidos de empréstimo no Caixa Tem para nascidos nos meses de março e abril. A modalidade, válida para pessoas físicas e empresas, começou a ser ofertada em setembro, e permite a contratação de empréstimos com valores entre R$ 300 e R$ 1.000.

Com informações de Estadão Conteúdo (Matheus Piovesana)
Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: