fbpx

Caged: Saldo líquido de emprego formal é positivo em 253.083 vagas em outubro

Resultado decorreu de 1,760 milhão de admissões e 1,507 milhão de demissões

Após a criação de 312.066 vagas em setembro (dado revisado nesta terça, 30 de novembro), o mercado de trabalho formal mostrou nova desaceleração e registrou um saldo positivo 253.083 carteiras assinadas em outubro, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O resultado do mês passado decorreu de 1,760 milhão de admissões e 1,507 milhão de demissões. Em outubro de 2020, houve abertura de 366.295 vagas com carteira assinada.

O mercado financeiro já esperava um novo avanço no emprego no mês, e o resultado veio dentro do intervalo das estimativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, levemente abaixo do consenso. As projeções eram de abertura líquida de 206.121 a 470.065 vagas em outubro, com mediana positiva de 260.000 postos de trabalho.

No acumulado dos dez primeiros meses de 2021, o saldo do Caged já é positivo em 2,645 milhões de vagas. No mesmo período do ano passado, houve destruição líquida de 278.997 postos formais.

De acordo com o ministério, 1,913 milhão de trabalhadores seguiam com garantia provisória de emprego em outubro graças às adesões ao Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm). Para cada mês de suspensão ou redução de jornada pelo programa, o trabalhador tem o mesmo período de proteção à sua vaga. O programa foi relançado em abril pelo governo por mais quatro meses neste ano.

Desde janeiro do ano passado, o uso do Sistema do Caged foi substituído pelo Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) para as empresas, o que traz diferenças na comparação com resultados dos anos anteriores. Na metodologia anterior (de 1992 a 2019), o melhor resultado para outubro na série sem ajustes havia sido em 2009, quando foram criadas 230.956 vagas no décimo mês do ano.

Setor de serviços 

A abertura líquida de 253.083 vagas de trabalho com carteira assinada em outubro no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foi novamente puxada pelo desempenho do setor de serviços no mês, com a criação de 144.641 postos formais, seguido pelo comércio, que abriu 70.355 vagas.

Já a indústria geral gerou 26.697 vagas em outubro, enquanto houve um saldo de 17.236 contratações na construção civil. Por outro lado, na agropecuária foram fechadas 5.844 vagas no mês.

No décimo mês do ano, 26 Unidades da Federação obtiveram resultado positivo no Caged. O melhor desempenho foi novamente registrado em São Paulo, com a abertura de 76.952 postos de trabalho. Já o Amapá foi o único Estado a registrar saldo negativo no mês, com fechamento líquido de 95 vagas.

O salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada recuou pelo sétimo mês consecutivo e passou de R$ 1.815,71, em setembro, para R$ 1.795,46 em outubro.

Com informações de Estadão Conteúdo (Eduardo Rodrigues e Thaís Barcellos)
Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: