General Mills e JSL inauguram armazém dedicado em Extrema

CD foi projetado para ampliar a efetividade das operações das marcas Yoki e Kitano

A multinacional norte-americana de alimentos General Mills, dona de marcas como Yoki, Kitano e Häagen-Dazs, assinou um contrato com a JSL para a inauguração e a operação de um Centro de Distribuição (CD), localizado em Extrema (MG). O terminal, que pertence à JSL, ocupa 50 mil m², dos quais 44.800 m² são de área útil, ampliando a capacidade de operações logísticas.

“O novo Centro de Distribuição faz parte de uma revisão estratégica de negócios que a General Mills está promovendo no Brasil para melhorar a efetividade de sua operação, tanto em lucratividade, quanto em entregas e nível de serviço aos seus clientes. Estamos investindo para melhorar nosso abastecimento ao varejo brasileiro”, destaca o diretor de Logística da General Mills, Thiago Macedo.

O contrato estabelece a utilização do armazém, um dos maiores da JSL, pela General Mills por nove anos. A escolha do CD de Extrema foi definida por meio de uma revisão da General Mills em sua estrutura logística no Brasil, feita a partir de análises realizadas em parceria com uma consultoria especializada.

General Mills e JSL inauguram armazém dedicado em Extrema

Posição estratégica

O CD em Extrema ocupa posição estratégica e dispõe de malha logística privilegiada: às margens da Rodovia Fernão Dias, principal ligação entre as capitais São Paulo e Belo Horizonte, oferece proximidade com o mercado consumidor do Sudeste e do Sul. Além disso, Extrema está próxima da principal fábrica da General Mills na América Latina, situada em Pouso Alegre, também em Minas Gerais.

“A parceria com a General Mills, uma das maiores empresas de alimentos do mundo, é fruto da diretriz que orienta a JSL: entender as necessidades do cliente a fim de entregar uma solução inteiramente customizada, capaz de atender suas demandas”, afirma o CEO da JSL, Ramon Alcaraz.

Nesta fase, o CD contará com 15.200 posições paletes, capacidade de estocagem de 5.500 toneladas e armazenará produtos secos da General Mills das marcas Yoki e Kitano. Idealizado pela JSL e pela General Mills, com o apoio da BlackWall, que também é a responsável pela construção, o projeto teve início em 2019.

Outros acordos

O novo Centro de Distribuição atende a uma nova característica para operação logística da General Mills, que passa a atuar com concentração de estoque em uma única localidade. A área em Extrema também permitirá melhor nível de serviço e consistência do atendimento, garantindo prazo e disponibilidade de estoque de acordo com cada pedido.

“O Brasil é um dos mercados prioritários da General Mills. Aliamos logística, capacidade de armazenagem e melhor atendimento. Os ajustes operacionais são essenciais para alavancar o mercado nacional no longo prazo”, acrescenta Macedo.

Logo depois da assinatura de contrato para a operação em Extrema, JSL e General Mills fecharam mais três acordos: um Centro de Distribuição em Cabo de Santo Agostinho (PE), inaugurado em agosto de 2021, com 6 mil posições paletes; uma operação de transit point em Maracanaú (CE), Região Metropolitana de Fortaleza, que realiza a distribuição no Estado, e Contagem (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que opera como um transit point para a distribuição das cargas fracionadas no Estado mineiro.

General Mills e JSL inauguram armazém dedicado em Extrema

Imagens: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: