Via investe em startup Já Vendeu, especializada em economia circular

Investimentos serão feitos a partir do programa de aceleração do varejo Retail Scale

A varejista Via anunciou investimentos em startups do Retail Scale, programa de aceleração do varejo criado pela Darwin Startups e Distrito em parceria com Cia. Hering e a própria Via. Entre as empresas selecionadas para o programa de aceleração, está a Já Vendeu, startup especializada em compra e venda de móveis usados, atuando na chamada economia circular.

“Ser escolhido pelo Retail Scale é mais uma confirmação do potencial do nosso negócio. Com isso, estamos dando mais um passo na evolução da Já Vendeu. O programa oferece inúmeras possibilidades. Será um grande impulsionador para o crescimento das empresas participantes”, afirma o CEO da startup Já Vendeu, Lucas Navarro.

Além da Já Vendeu, o Retail Scale selecionou outros quatro negócios para serem acelerados: Idid Tecnologia, solução de pagamentos para e-commerce; Yapoli, solução para distribuição de ativos digitais; Hubii, marketplace-enabler; Manfing, desenvolvedora de Inteligência Artificial para o varejo; e Me Veste Brasil, startup focada em moda circular.

Juntas, as empresas receberam R$ 1,5 milhão de investimento. O processo começou em maio de 2021, com mais de 200 inscritas, e passou por quatro etapas de seleção.

Via investe em startup Já Vendeu, especializada em economia circular
Diogo Suguimoto, Vinicius Romani, Daniel Paredes e Lucas Navarro, fundadores da Já Vendeu

Transformação digital

O investimento em startups voltadas para o varejo é um dos reflexos da acelerada transformação digital que o setor está vivendo, resultado do impacto provocado principalmente pela pandemia, que colocou as retailtechs em evidência no mercado. De acordo com o Inside Retailtech Report, realizado pelo Distrito, as startups de varejo receberam mais de US$ 2,5 bilhões de investimentos em 2021, o que representou 263% de incremento na comparação com o ano anterior.

O programa de aceleração, além do investimento, oferece para as startups a metodologia de aceleração Darwin focada em vendas, gestão de pessoas e governança voltadas ao desenvolvimento do negócio e todo aporte de ecossistema e as ferramentas de inovação aberta da plataforma do Distrito.

“Acreditamos que este programa enriquece o processo da Via. Além dos resultados perseguidos pelos cinco projetos de viabilidade testados com as startups escolhidas, existe a possibilidade de êxito delas como investimentos de perfil venture. A aplicação dos aprendizados vai muito além da aceleração, é transformacional”, diz o Chief Innovation Officer e Marketplace na Via, Helisson Lemos.

Para João Luiz Evangelista Barbosa, Strategic Planning and Open Innovation na Cia. Hering, “essa imersão dos gestores com startups e com esse ambiente facilita conversas internas de POCs, MVPs, sprints de testes, e todos esses conceitos que antes eram desconhecidos para muitos internamente. Outro impacto positivo é a interação com startups que apresentam potencial de alavancar e acelerar os objetivos da companhia com produtos e processos que não estavam no plano estratégico prévio ao programa”.

Imagens: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: