“Brasileiro está disposto a doar”, diz Alexandre Costa, que arrecadou R$ 7 milhões nesta Páscoa

É a quarta vez que o fundador e presidente da Cacau Show convida amigos por WhatsApp para fazer doações

A meta de Alexandre Costa era arrecadar R$ 1 milhão nesta Páscoa e doar para o Hospital do GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e Criança com Câncer). Num só final de semana, porém, o fundador e presidente da rede de chocolates finos Cacau Show conseguiu muito mais: R$ 7 milhões.

Esta foi a quarta vez que o empresário acionou os amigos via WhatsApp com esse objetivo. Cerca de 250 pessoas foram convidadas a comprar ovos de Páscoa especiais da Cacau Show de 7kg e 70kg. O resultado o surpreendeu e emocionou.

“O brasileiro está disposto a doar, só precisa encontrar projetos bem administrados. Quando coloco minha reputação de gestor como alguém que vai monitorar esse investimento, percebo que nossos pares empresários estão abertos para fazer o bem. Fui a fagulha pra acender essa chama”, afirma.

A empresa também vai leiloar um ovo de chocolate de 700kg e doar os valores arrecadados para o GRAACC, entidade do qual Alexandre Costa é vice-presidente.

“O GRAAC me toca muito. Oferece um índice de cura de mais de 73% para crianças que em outras situações não teriam acesso a nenhum tratamento. O dinheiro será investido em 19 leitos para o hospital, sendo 10 deles na UTI pediátrica.”

"Brasileiro está disposto a doar", diz Alexandre Costa, que arrecadou R$ 7 milhões nesta Páscoa
Alexandre Costa, fundador e presidente da Cacau Show

Páscoa do Bem

Neste ano, a Cacau Show também promove a terceira edição da campanha “Páscoa do Bem”, por meio da qual doa 1 milhão de ovos de Páscoa para 4,3 mil instituições em todo o País – ONGs, empresas de serviços essenciais, comunidades vulneráveis e hospitais. Juntos, os produtos representam mais de 80 mil quilos de chocolate e somam mais de R$ 20 milhões.

A primeira vez que a empresa promoveu as doações foi em 2020, quando as lojas foram fechadas por causa da pandemia de covid-19 e milhões de ovos deixaram de ser comprados. Chegou 2021 e uma nova onda da doença fechou as lojas mais uma vez.

“Nos dois primeiros anos, foram atos involuntários, decorrência natural da pandemia. Mas sempre estiverem conectados à forma como a gente vive na Cacau Show. Somos uma empresa grande, mas que vive bastante à flor da pele. Temos de ter processo, mas em alguns momentos não ter processo é o processo”, diz Alexandre Costa.

Em 2022, a Cacau Show decidiu fabricar ovos de Páscoa especificamente para as doações. “Como diz meu amigo [Carlos] Ferreirinha, o paladar não retrocede. Quando a gente sente o amor e o reconhecimento das pessoas depois de fazer o bem, não tem como voltar atrás. Como a vida tem sido muito generosa com a gente, não pensamos duas vezes.”

Imagens: Divulgação e Reprodução/LinkedIn

Aiana Freitas

Aiana Freitas

Aiana Freitas é editora-chefe da plataforma Mercado&Consumo. Jornalista com experiência na cobertura de tendências de consumo, varejo, negócios, finanças pessoais e direitos do consumidor.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: