IDV projeta leve crescimento nas vendas do varejo em abril e queda em maio e junho

Inflação e juros em alta são alguns dos fatores que devem impactar nos resultados do comércio

O varejo deve registrar crescimento real de 0,8% nas vendas em abril e queda de 3,7% em maio e de 2,8% em junho. As projeções são do IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas do Instituto para Desenvolvimento do Varejo), elaborado com base nas projeções feitas pelas empresas associadas do instituto e apurado pela EY. Elas levam em consideração os mesmos períodos do ano anterior, já descontado o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo) projetado.

Em março deste ano, o crescimento foi de 7% em relação ao mesmo mês do ano passado e de 0,8% em relação a março de 2019.

Segundo o Instituto para Desenvolvimento do Varejo, alguns fatores econômicos e estratégias comerciais explicam a expansão projetada para abril. Entre eles, estão redução de casos de covid-19, aumento da renda, diminuição do desemprego, reajustes salariais, difusão do Auxílio Brasil, novo saque do FGTS e antecipação do 13º salário pelo INSS.

Houve, ainda, a promoção de datas sazonais, como a Semana do Consumidor, em março, além da redução de impostos federais em itens de diversas categorias e do valor do dólar, com a consequente valorização do real.

Inflação e juros em alta

Por outro lado, a expansão do varejo é contrabalanceada por alguns fatores limitantes, como aumento da inflação, impulsionada, principalmente, por alimentos e transportes; continuação da subida das taxas de juros e encarecimento do crédito; manutenção de gargalos logísticos globais e crises nas cadeias de suprimentos; incerteza global devido à guerra no leste europeu e à alta de casos de covid-19 na China e a expansão de varejistas internacionais no Brasil, provocando pressão local nos preços.

“O IAV produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento mensal das vendas do varejo e fornecem expectativas sobre o setor a partir de informações de receita reportadas pelas empresas associadas ao IDV. Por meio desta pesquisa mensal, os varejistas possuem dados sobre as projeções de vendas para o mês corrente e os próximos dois que os ajudam a balizar os seus investimentos, ações de marketing, operações logísticas, entre outros, pois o IAV consegue antecipar a tendência dos indicadores da PMC (Pesquisa Mensal do Comércio], do IBGE”, diz Marcelo Silva, presidente do IDV.

Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: