Microsoft corta orientação de vendas e lucros no trimestre citando dólar forte

Segundo a companhia, fraqueza econômica ocorre quando a inflação dos EUA está no nível mais alto

A Microsoft cortou a orientação de vendas e lucros para o trimestre atual, citando o impacto das taxas de câmbio à medida que o dólar mais forte cobra seu preço.

A gigante do software disse em um comunicado de valores mobiliários nesta quinta-feira, 2, que agora espera vendas no quarto trimestre fiscal entre US$ 51,94 bilhões e US$ 52,74 bilhões, abaixo da previsão anterior de US$ 52,4 bilhões a US$ 53,2 bilhões. O trimestre termina em 30 de junho.

O lucro deve ficar entre US$ 2,24 por ação e US$ 2,32 por ação, abaixo da orientação anterior de US$ 2,28 por ação para US$ 2,35 por ação. A fraqueza econômica em outras partes do mundo ajudou a impulsionar o dólar para altas de várias décadas em relação a seus parceiros comerciais, o que ocorre quando a inflação dos EUA está no nível mais alto ou próximo dele em quase 40 anos.

O índice do DXY, que acompanha a moeda em relação a uma cesta de outras, subiu mais de 6% até agora este ano e atingiu seu nível mais alto desde 2002 no mês passado. A subida do dólar fez com que o euro, a libra e o iene caíssem.

As gestoras de ativos também vêm arrecadando o dólar, aumentando seu valor, como aposta na resiliência da economia dos EUA em comparação com a Europa e o Reino Unido, onde os dados econômicos apontam para um baixo crescimento. A libra e o euro caíram mais de 6% até agora este ano. A Microsoft disse em seu relatório de ganhos de abril que um dólar mais forte reduziu a receita e os lucros da empresa de software em US$ 302 milhões e US$ 0,03 por ação, respectivamente.

A Microsoft é a mais recente gigante multinacional a alertar sobre o impacto do dólar mais forte nas finanças. A Salesforce no início desta semana citou o dólar na redução de suas perspectivas de vendas para o ano.

A empresa de software de negócios dobrou o impacto que espera este ano do dólar mais forte para US$ 600 milhões em relação à previsão de US$ 300 milhões em março. “Acho que o dólar pode até ter tido um trimestre mais forte do que o nosso”, disse o copresidente executivo da Salesforce, Marc Benioff, na teleconferência da empresa na terça-feira.

Com informações de Estadão Conteúdo (Dow Jones Newswires)

Imagem:  The Art of Pics / Shutterstock.com

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: