Luiza Helena Trajano: “Para inovar é necessário abrir a cabeça, não só querer fazer”

A empresária esteve presente no 1º dia do BConnected, feira de gestão de rede de franquias e negócios

Inovação se tornou fundamental para a maioria das empresas. Mas, apesar da busca incansável por novidades, o receio de falhar ainda restringe faz com que muitas companhias não se arrisquem muito. O tema foi abordado por Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração Magalu, durante palestra no BConnected, principal evento de gestão de franquias e negócios do País.

“Tem que sair fazendo, sair experimentando e unir as pessoas, senão você não inova”, disse Luiza Helena. Para a empresária, é necessário acabar com a ideia do compromisso de “acertar 100%” e assimilar que o erro faz parte da jornada de inovação.

Para Luiza Helena Trajano, a cultura da empresa também precisa ser mudada e envolver até a ponta da companhia. “Se você faz uma empresa em que se permite errar, mas que redirecione o erro rápido, ela só tem a crescer. Tem que ter esse espírito, não adianta só palavra bonita”, completou.

A executiva também pontuou a importância de as empresas adotarem práticas ESG (sigla em inglês para meio ambiente, social e governança) atualmente. “Não é mais uma questão de querer ser. Ou você faz, ou sua empresa vai deixar de existir. Não é nem discutível”, comentou. Ela ainda analisou que as pequenas empresas têm muito mais condição de “fazer sustentabilidade”.

Luiza Helena aproveitou o evento para divulgar que o Magazine Luiza vai patrocinar a Copa do Mundo de 2022 e exibiu, em primeira mão, o filme que será lançado pela empresa. A empresária adiantou que uma grande campanha relacionada à troca de televisores será realizada nas próximas semanas.

BConnected

O avanço das tecnologias, da inovação e das pautas sociais e ambientais dita as tendências das empresas e, principalmente após a pandemia, tem influenciado nos hábitos de consumo da população. Nesse contexto, o tema principal do BConnected deste ano é a inovabilidade.

Banner Curso ONE FRIEDMAN

Lyana Bittencourt, CEO do Grupo Bittencourt, que realizada o evento, explicou que o conceito vem da junção de inovação e sustentabilidade. “Inovação e sustentabilidade devem ser inseparáveis e pilares estratégicos para as empresas fazerem o que é bom para elas e para o planeta”, destacou.

Lyana também ressaltou que o Brasil ainda é um país pouco inovador se comparado com outros, mas que existe um potencial imenso a ser explorado para inovar de uma forma sustentável. “Escolhemos esse tema porque a inovabilidade é de fato motor de crescimento para as empresas”, finalizou.

inovação Luiza Helena

Abertura

O Grupo Bittencourt é uma consultoria empresarial pertencente à Gouvêa Ecosystem e o BConnected voltou, em sua 12º edição, a ser realizado presencialmente depois de dois anos. O evento acontece no Teatro Santander, na cidade de São Paulo, e termina nesta quarta-feira (5).

A fundadora do grupo, Cláudia Bittencourt, ressaltou a felicidade de retomar o evento de forma presencial. “O certo é que, para superar o imprevisível e incorporar conceitos, vai depender de quanto estamos abertos a receber o novo e as mudanças ao nosso redor”, afirmou.

Para Marcos Gouvêa de Souza, fundador e diretor-geral da Gouvêa Ecosystem e publisher da Mercado&Consumo, o evento cumpre uma função fundamental que é o compartilhamento de conhecimento para melhorar o País e o setor. “Permite que nós possamos estar contribuindo para a transformação da sociedade de uma forma mais ampla, mas principalmente para os setores em que atuamos”, destacou.

Imagens: Marcelo Audinino

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

https://www.youtube.com/watch?v=hJe-myuv4BA

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist