Metaverso vai exigir maior atenção com segurança cibernética

KPMG divulgou levantamento que aponta quatro pontos de cuidado com o metaverso

A KPMG divulgou um levantamento que elenca quatro principais pontos referentes à segurança cibernética que devem ser levados em consideração pelos líderes durante o uso do metaverso. São eles: representação digital, interoperabilidade, risco de aquisição de conta e proteção de dados. De acordo com a publicação, as oportunidades de crescimento continuarão a surgir à medida que as interações digitais se tornarem mais imersivas e contextuais, mas do ponto de vista da segurança cibernética, essas novidades não estão isentas de riscos.

“Nesse momento de disrupções, os líderes de segurança desempenham papel de destaque na intenção de qualquer empresa de utilizar o metaverso. São eles que, ao se engajarem ativamente em trazer inovações para os mercados, têm a incumbência de proteger tanto os clientes quanto os investimentos. Assim, são fundamentais para estabelecer a confiança necessária ao sucesso dessas iniciativas”, disse a sócia-diretora de inovação e transformação da KPMG no Brasil e cofundadora da KPMG e Distrito Leap, Thammy Marcato.

As quatro considerações de risco que os líderes de segurança e os inovadores do metaverso precisam levar em conta, segundo a KPMG, são:

– Representação digital – A identidade é a base da segurança digital. É o elemento central para a construção da confiança. Essa certeza depende da solidez dos instrumentos e meios de verificação e asseguração de identidade.

– Interoperabilidade – Independentemente de quem esteja conectando vários metaversos (centralizados ou descentralizados), a possibilidade de trazer seu avatar, sua identidade digital e seus ativos, como token não fungíveis (NFTs) e criptomoedas, cria riscos importantes de segurança e fraude para o ecossistema mais amplo.

Banner Curso ONE FRIEDMAN

– Risco de aquisição de conta – À medida que a economia do metaverso floresce, as pessoas tendem a usar o espaço virtual para comprar ou vender seus produtos — e, assim, haverá muita movimentação de dinheiro.

– Proteção de dados / uso indevido – Tecnologias imersivas, como a realidade virtual e a realidade aumentada, oferecem a oportunidade de coletar muito mais informações do que os dispositivos móveis podem gerar. Se existem muitos dados circulando, é fundamental tomar medidas para protegê-los.

“O metaverso evolui com rapidez e os líderes de segurança precisam permanecer vigilantes, trabalhando com os diversos partes envolvidas para construir um programa de segurança cibernética. Ao fazer isso, eles inspirarão a confiança, criando as condições ideais para crescer, inovar e ter sucesso”, revelou Leandro Augusto, sócio-líder de segurança cibernética e privacidade da KPMG no Brasil e na América do Sul.

Com informações de Mercado&Tech powered by Infracommerce.
Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist