JBS alcança a marca de 6,8 mil imigrantes em sua equipe de profissionais

A empresa é um dos maiores empregadores do Brasil, contando com mais de 145 mil colaboradores

A JBS, empresa do ramo alimentício, ultrapassou a marca de 6,8 mil imigrantes atuando em sua equipe de profissionais, seja em seus escritórios ou unidades produtivas pelo Brasil. Com isso, a companhia passa a contar com 4% de sua força de trabalho composta por profissionais estrangeiros, tornando-se uma das maiores empregadoras do País, com mais de 145 mil colaboradores distribuídos pelos mais de 130 municípios onde a empresa está presente.

Com o objetivo de criar um ambiente de trabalho inclusivo para os imigrantes que ingressam na empresa, a JBS desenvolveu um sistema de integração inovador. Por meio desse sistema, os colaboradores têm acesso a comunicados da companhia em diversos idiomas e dialetos, abrangendo desde informações sobre benefícios até instruções de segurança e materiais de treinamento.

“Isso não se restringe ao Brasil, essa é uma política que aplicamos em todos os países em que estamos. Em outros locais, também temos quadros de trabalho diversificados, com a presença de imigrantes. Acreditamos que, ao somar conhecimentos de várias procedências, ampliamos a excelência do que entregamos aos nossos clientes”, declara Fernando Meller, diretor-executivo de Gente e Gestão da JBS.

Em Boa Vista, em Roraima, a JBS conta com um centro de contratação e seleção permanente , além de parceria com ONGs que ajudam esses colaboradores a desenvolver as competências necessárias para o negócio da empresa. Também é dedicada atenção à integração das famílias dos recém-contratados, facilitando a aquisição de moradia e proporcionando acesso ao aprendizado do idioma, caso seja necessário

Banner Curso ONE FRIEDMAN

Meller conta, que esse incentivo à construção de uma equipe diversificada foi um dos motivos que levou a marca a participar do Projeto Acolhida, iniciativa do governo federal para apoiar imigrantes que chegam ao Brasil. “Nesse caso, além das iniciativas de apoio já oferecidas a todos os imigrantes que ingressam em nossos quadros, em razão da situação atípica que estavam vivendo, com a saída abrupta de seus países, implementamos também um projeto de ‘apadrinhamento’, em que colaboradores mais antigos auxiliam os novos na integração ao trabalho.”

Intercâmbio de conhecimento

A empresa também implementa uma iniciativa intitulada “JBS Sem Fronteiras”, cujo propósito é levar colaboradores do Brasil para desempenharem funções em operações internacionais da companhia. Esse programa viabiliza a troca de conhecimentos e vivências entre diferentes unidades globais. Na edição deste ano do projeto, foram disponibilizadas 1.500 vagas em variadas posições nas áreas produtivas e administrativas, voltadas para atuação na JBS Austrália.

“O JBS Sem Fronteiras é um programa que, além de proporcionar aos nossos colaboradores a oportunidade de se desenvolver profissionalmente, é mais uma forma de fortalecer nossa cultura e estratégia de formar equipes com experiências e vivências diversas em todas as nossas unidades”, ressalta Meller.

A JBS, atualmente fornecedora para clientes em mais de 190 nações ao redor do globo, mantém uma equipe global que ultrapassa 260 mil colaboradores. Suas unidades de produção e escritórios estão distribuídos em todos os continentes, abrangendo países como Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Austrália e China, entre muitos outros.

Com informações de Mercado&Food.
Imagens: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist