fbpx

O que fazer para aumentar os níveis de empregabilidade no varejo?

Uma coisa é certa. É hora de unir esforços e pensar o que cada um pode fazer para gerar empregos, seja pessoa física ou jurídica, e apoiar os milhões de desempregados para mudar esse cenário provocado pela pandemia de COVID-19. Alguns escolheram o caminho de doações em dinheiro, alimentos, produtos de fabricação própria ou até mudaram os rumos da sua linha de produção para fabricar itens que servissem no combate direto ao vírus. Outras empresas e pessoas escolheram doar conhecimento para qualificar a força de trabalho e aumentar os níveis de empregabilidade, ajudando a transformar a atual realidade.

Esse foi o caso da Arcos Dorados (McDonald’s), que em julho disponibilizou gratuitamente uma série de conteúdos, distribuídos em três dias, para falar sobre desenvolvimento sustentável. Tema relevante não só para o foodservice, mas para todos as áreas do varejo que se preocupam em compreender melhor sua cadeia produtiva, seja para planejar o negócio ou estabelecer um diálogo mais próximo com seus clientes, parceiros e fornecedores.

A Friedman Brasil, empresa da Gouvêa Ecosystem, vai oferecer gratuitamente de 14 a 18 de setembro, durante o Global Retail Show o programa #EuFaçoAcontecer, que consiste no total de dez cursos, divididos em uma trilha de conhecimento para gerentes e outra para vendedores. A participação confere certificado de reconhecimento internacional uma vez que a empresa é originada do The Friedman Group. Qualquer pessoa pode se inscrever no hotsite da campanha.

Outras empresas também tomaram a iniciativa de anunciar vagas de empregos, uma forma excelente de conectar quem tem vagas a oferecer com quem procura uma oportunidade. Esse foi o caso da Pepsico, que anuncia as vagas diretamente pelo site da ManpowerGroup, consultoria de RH da companhia. Além desse canal, cerca de 30 associações conectadas ao varejo se uniram e criaram o  vagasnovarejo.com.br, um portal que conecta empresas que oferecem vagas no varejo com quem está procurando uma oportunidade.

O varejo é o setor responsável por cerca de 50% do PIB brasileiro e, ao mesmo tempo, foi um dos que mais sofreu com a pandemia. Só no comércio, 2,1 milhões de pessoas foram desligadas das empresas, contribuindo fortemente para o crescimento de 9% da taxa de desemprego no segundo trimestre de 2020. O desemprego bate recorde de 13,3%, totalizando 12,8 milhões de pessoas procurando novos postos de trabalho.

Nesse momento, você pode criar uma grande oportunidade que beneficie centenas de brasileiros ou simplesmente compartilhar com a sua rede de contatos iniciativas como essas. O importante é se unir e contribuir da forma como você consegue. Um pequeno gesto pode fazer muita diferença.

* Imagem reprodução

Roberta Andrade

Roberta Andrade

Roberta Andrade é responsável pela criação de soluções e condução de projetos para varejistas e prestadoras de serviços na Friedman, empresa da Gouvêa especializada em Gente, Gestão, Talentos e Treinamento.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: