fbpx

Digitalização dos meios de pagamento impulsiona vendas no varejo

A tecnologia, como bem sabemos, impulsiona a inovação em qualquer área e não poderia ser diferente no setor de meios de pagamento. A Payscout, um provedor global de processamento de pagamentos que opera em seis continentes, está listado como a principal empresa com cultura em meios de pagamento digital no mundo. Seu CEO, Cleveland Brown, disse nesta manhã (17) que uma nova forma de fazer negócios e relações econômicas a partir do comércio social é uma alternativa que o mercado precisa voltar sua atenção.

Brown, assim como muitos já disseram, comentou que a pandemia acelerou a mudança do digital, com isso, foi possível observar a evolução na jornada do cliente, os pagamentos sem contato ganhando força, o aumento do comércio eletrônico, a capacitação multicanal e relatórios integrados, além da expansão dos canais de notícias. Para o executivo, o futuro dos pagamentos, está apoiado em “3 Cs” (conversões, compliance e custo).

A indústria de pagamentos precisa estar alerta ao comportamento do consumidor para estabelecer novas propostas, transformando as soluções oferecidas atualmente. A análise é do presidente da Cielo, Paulo Caffarelli.

Atualmente, seis milhões de clientes já usam meios de pagamento digital para fazer compras. E este número, segundo Cafarelli, foi acelerado principalmente pela pandemia. “A pandemia tornou a jornada de consumo mais digital e mudanças as precisam acontecer nas empresas. Precisamos olhar para a frente, ou seja, para o cliente do meu cliente.”

Mudança cultural nas empresas

Para ele, no cenário pós-Covid-19 a jornada continuará mais digitalizada. Os consumidores estão cada vez mais trafegando em ambientes físicos e digitais para cumprir uma missão de compra, num comportamento conhecido como phygital, que acelera, de modo significativo, a dinâmica do varejo

Paulo Caffarelli também falou sobre a mudança cultural das empresas. Segundo o executivo, muitas evitaram divulgar opções digitais de pagamento porque estavam satisfeitas com todo processo tradicional em curso, mas, para ele, “o mundo mudou e o consumidor percebeu que as facilidades ofertadas trazem ainda mais benefícios”.

Com a diversificação de iniciativas, a Cielo pretende se preparar para um varejo menos dependente das maquininhas, principalmente a partir da parceria com o Facebook para criar um sistema de pagamento via WhatsApp.

Futuro 

Guru Bhat, vice-presidente Global de Omnichannel do PayPal, observou que mais usuários provavelmente aceitarão e continuarão usando pagamentos digitais como medida de segurança para evitar a disseminação do Covid-19.

“Na desmonetização, a mudança de comportamento e a mudança para os pagamentos digitais foram devido à falta de disponibilidade de dinheiro. Nesse caso, não é por mero incômodo”, disse, acrescentando que o uso de dinheiro não será eliminado.

Diante do que vimos nos últimos anos, podemos apostar em algumas tendências. Os pagamentos devem ser cada vez mais por múltiplos dispositivos, sem atrito e sem barreiras ao comprador. As experiências se tornam mais simples, ágeis e personalizadas, mas também mais seguras. Esse, segundo o executivo, é um dos grandes desafios para o setor financeiro e de meios de pagamento.

* Imagem reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: