Consumidor prefere compra online e pagamento por app, mostra pesquisa do Twitter

Os pagamentos por aplicativos de bancos vêm ganhando cada vez mais espaço e importância na vida financeira dos consumidores, e as pessoas estão cada vez mais comentando sobre as suas facilidades. As compras online já são a preferência e o caminho para o universo digital é uma tendência definitiva, inclusive depois da pandemia.

Esses são alguns dos destaques de uma pesquisa realizada pelo Twitter no Brasil. De acordo com o levantamento, 27% dos entrevistados mencionam a preferência pelos aplicativos bancários para atividades como transferências e pagamento de contas, por exemplo.  Na sequência, aparecem cartão de crédito (23%), dinheiro (16%), cartão de débito (14%), boletos (9%) e carteiras digitais – PicPay, PayPal, PagSeguro etc. (7%).

Segundo as pessoas que responderam à pesquisa, os motivos de suas escolhas são:

Quase metade dos comentários referente a meios de pagamento faz relação com meios digitais – 49%. Esta forma ultrapassou até mesmo meios mais bem estabelecidos, como cartões de débito e crédito (44%). Apenas 4% falam em boletos e 3%, em dinheiro vivo.

O assunto ganhou ainda mais repercussão por conta da pandemia de Covid-19 e da necessidade de isolamento social. Foram registrados quase dois milhões de tweets sobre meios de pagamento entre 2019 e agosto de 2020, o que representa crescimento de 104% entre o ano passado e este ano.

Sem a possibilidade de visitar lojas, por exemplo, as pessoas utilizaram ainda mais as compras online, preferência para 68% das pessoas no Twitter, enquanto outros 32% ainda se sentem mais confortáveis em aquisições feitas em lojas. Esta tendência deve se manter mesmo quando a pandemia finalmente for controlada. Mais da metade das pessoas (55%) pretende continuar fazendo compras online mais frequentemente; 44% declaram que seguirão usando mais serviços de pagamento mobile, 37% utilizarão dos deliverys de comida mais frequentemente (iFood, Uber Eats, etc) e 36% pretendem trabalhar de casa mais vezes.

Imagem: Bigstock

Sair da versão mobile