fbpx

Walmart e Amazon são maiores varejistas do mundo; chinesas se aproximam

Ranking conta com empresas como Alibaba e JD.com

A americana Walmart é a maior empresa de varejo do mundo, seguida por outra companhia também nascida nos Estados Unidos, a Amazon. Além delas, o ranking das 10 maiores varejistas do Planeta conta, ainda, com empresas como as chinesas Alibaba e JD.com.

A lista, elaborada anualmente pela Kantar, mostra os destaques do ano passado. A análise aponta que, apesar do desafio extra da pandemia de Covid-19, para muitas empresas 2020 foi o melhor ano da história. Isso porque os consumidores passaram a ter uma série de novas necessidades resultantes do home office e das medidas de isolamento social. Mas para outros varejistas, principalmente aqueles de shopping centers e áreas urbanas, foi um período de grandes perdas.

A metodologia usa um sistema em que os pontos são dados aos varejistas com base nas receitas internacionais, participação em franquias e alianças fora de suas regiões e capacidade de operar por meio de mercados online ou de abordagem omnicanal. Para se qualificar para as classificações, os varejistas precisam ter um investimento direto em no mínimo três países – sendo que pelo menos um deles não pode ser adjacente ao seu mercado doméstico.

Confira, abaixo, as 10 empresas que lideram o ranking da Kantar (a lista completa contém 50 companhias e pode ser acessada neste link).

  1. Walmart
    O Walmart continuou a mudar seu modelo de negócios para se alinhar a uma abordagem omnicanal mais ampla, à medida que se expandiu para plataformas de mercado e serviços. o Walmart ainda lidera o ranking de varejistas internacionais, embora tenha desinvestido de vários mercados recentemente: primeiro no Brasil, depois no Reino Unido e, mais recentemente, na Argentina e no Japão.
  2. Amazon
    A Amazon continua a entrar em uma série de novos negócios. O grupo de varejo está apresentando forte crescimento em seus mercados principais dos Estados Unidos, Canadá e Europa, à medida que se expande para outros países. Isso é resultado da poderosa capitalização e do fluxo de caixa da varejista, que lhe dá flexibilidade para entrar em novos mercados e expandir sua logística e atendimento.
  3. Grupo Schwarz
    Os formatos de mercearia do Grupo Schwarz dominam o varejo na Europa. Sua bandeira de desconto Lidl tem sido seu principal veículo de crescimento fora da União Europeia, como nos Estados Unidos, mas é nas operações online que tem ocorrido a maior parte do crescimento.
  4. Aldi
    É uma das varejistas que crescem mais rapidamente nos Estados Unidos e há muito tempo a mais forte da Europa Central. A Aldi continua a buscar novos mercados para se expandir, incluindo a China. A empresa continua a integrar suas operações de sourcing global, logística internacional e comércio eletrônico. Nos últimos anos, ela também remodelou lojas para atingir um maior grau de engajamento do consumidor.
  5. Alibaba
    A chinesa Alibaba começou como um mercado business-to-business que fornecia a um grande número de fabricantes chineses acesso a compradores globais. Expandiu-se para todos os tipos de negócios, incluindo varejo. O Alibaba está entrando agressivamente em novos mercados, cortejando fabricantes regionais e estendendo seus serviços financeiros. As maiores mudanças dizem respeito aos varejistas físicos Hema e Freshippo, que rapidamente se expandiram para novos mercados com lojas maiores. A compra das operações da Auchan RT-Mart na China a tornou efetivamente a maior varejista física do mercado.
  6. Costco
    A Costco continua a se mover discretamente em mercados grandes e pequenos. Recentemente, ela se tornou a segunda maior varejista do Canadá e se expandiu para a Austrália e a Europa. Tendo finalmente se adaptado ao comércio eletrônico, tem crescido rapidamente nos mercados em que já atua.
  7. Ahold Delhaize
    Como uma empresa unificada nos Estados Unidos, a Ahold da Holanda e a Delhaize da Bélgica puderam remodelar suas lojas e começar a crescer novamente. Ao oferecer aos compradores uma boa experiência na loja, a Ahold Delhaize continua a alavancar os melhores recursos de mercearia online nos Estados Unidos e em seus mercados europeus. A plataforma de mercado Bol.com, com sede na Holanda, continua a crescer nas vendas de produtos não alimentícios em toda a Europa.
  8. Carrefour
    O Carrefour está crescendo mais uma vez com franquias no Oriente Médio e na África. O formato “atacado” da América Latina continua a ser o maior motor de crescimento da varejista, à medida que lojas expressas menores se expandem em todos os seus mercados.
  9. Ikea
    Filmes feitos em todo o mundo mostram claramente o domínio da Ikea quando se fala em mobiliar residências. Os móveis DIY (“do it yourself”, ou “faça você mesmo”) práticos e acessíveis da varejista sueca, vendidos em grandes lojas azuis e amarelas, continuam a ser um sucesso. E ela agora está começando a se expandir para cidades latino-americanas, além de ter relançado sua loja online para alcançar novos mercados.
  10. JD.com
    A JD.com, que cresce e se diversifica rapidamente, continua a surpreender até mesmo o esgotado mercado chinês. Com competência operacional e atendimento ao cliente eficiente, faz parceria com uma variedade de varejistas internacionais, especialmente o proprietário minoritário Walmart. Mas a empresa também se associou a empresas regionais menores.

Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: