fbpx

McDonald’s reduz uso de canudo, tampa e talher de plástico em 40%

Arcos Dorados é responsável pelos restaurantes da rede na América Latina e no Caribe

A Arcos Dorados, operadora do McDonald’s na América Latina e no Caribe, reduziu 40% dos plásticos de um só uso, como canudos, tampas e talheres, em apenas três anos. Isso equivale a 1.400 toneladas de plástico fora de circulação.

O dado consta do Relatório de Impacto Social e Desenvolvimento Sustentável 2020, que apresenta os avanços das iniciativas da companhia nas esferas ambiental, social e de governança corporativa, que são guiadas por sua plataforma de atuação “Receita do Futuro”.

O programa reúne diversas iniciativas presentes em alguns mercados, incluindo a campanha “Canudos sob Pedido”, quando os restaurantes pararam de oferecer os canudos para bebidas proativamente; a eliminação das tampas das bebidas e substituição dos copos de plástico; a substituição de saladeiras de plástico e recipientes de café da manhã por outros similares feitos com papelão 100% biodegradável; e a reformulação dos talheres para redução em até 40% do teor de plástico por unidade ou, em alguns casos, substituição por materiais à base de fibra.

“O uso consciente do plástico é um dos maiores desafios da humanidade. Somos uma companhia totalmente comprometida com o meio ambiente e em buscar soluções inovadoras para reduzir o impacto de nossas operações e melhorar o mundo em nossa volta”, afirma o presidente da divisão Brasil da Arcos Dorados, Paulo Camargo.

Iniciativas no Brasil

O relatório traz um anexo específico sobre as iniciativas desenvolvidas pela companhia no Brasil, incluindo as ações realizadas frente à pandemia, avanços nos programas de capacitação e desenvolvimento e Diversidade & Inclusão da empresa e as campanhas beneficentes em prol da comunidade, além de resultados dos projetos de economia circular e gestão consciente de recursos promovidos nacionalmente.

Entre os destaques do recorte nacional, estão os avanços da parceria da Arcos Dorados com a UBQ, startup israelense que desenvolveu um processo para conversão de resíduos domiciliares em um termoplástico sustentável. O primeiro resultado da parceria é a substituição das bandejas usadas para servir os pedidos aos clientes nos salões do McDonald’s. A matéria-prima da UBQ é utilizada na composição das bandejas que são produzidas pela empresa brasileira Semaza, em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, onde 18 mil unidades do item já foram fabricadas.

Como benefício do uso do material UBQ, a empresa anuncia a redução estimada de emissão de 3.713kg de dióxido de carbono e que 221kg de resíduos que deixaram de ir para aterros.

Outra preocupação da rede é com as embalagens utilizadas para seus produtos, em sua maioria com base em fibra de celulose. Neste sentido, a companhia busca garantir que seus fornecedores tenham processos sustentáveis. No Brasil, 100% das embalagens provenientes de fibra de celulose usadas no McDonald’s já contam com certificação FSC ou PEFC.

“Além das iniciativas que conduzimos, também temos realizado um trabalho importante para promover a educação do consumidor e orientá-lo para a separação de resíduos em nossos restaurantes, o que acaba se ampliando para seu dia a dia. Consideramos que a educação para o Desenvolvimento Sustentável é fundamental e por meio do nosso Programa Desenvolvimento Sustentável em Foco, aberto a todos, já tivemos a participação de mais de 5 mil pessoas entre funcionários da companhia e público em geral”, comenta o diretor corporativo de Responsabilidade Social e Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, Leonardo Lima.

Mais resultados do relatório 

Como um importante passo no compromisso da companhia em reduzir o impacto de gases de efeito estufa provenientes de suas operações, a rede passa a divulgar em seu Relatório a medição das emissões de tCO2e (tonelada de CO2 equivalentes) diretas e indiretas. Globalmente, a rede tem a meta de reduzir em 31% as emissões de GEE de toda sua cadeia de valor até 2030, em colaboração com seus parceiros e fornecedores.

Entre as ações da companhia em torno das mudanças climáticas, está o reaproveitamento de água por meio do “Programa Natal”, que reutiliza água do sistema de condicionadores de ar para tarefas como rega do jardim e lavagem do drive-thru das lanchonetes McDonald’s Mais de 90 milhões de litros foram economizados em 2020 em mais de 500 restaurantes da rede participantes.

“Independentemente do contexto ao qual nos encontremos, sempre manteremos o compromisso de ser parte ativa da solução das principais problemáticas da sociedade atual, fornecendo respostas inovadoras e efetivas”, afirma o diretor-sênior de Compromisso Social e Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, Gabriel Serber. “Nós nos orgulhamos dos avanços que tivemos como companhia nas temáticas de ESG no ano passado, mas, como líderes, sabemos que temos muito mais a fazer. Por essa razão, iniciamos o ano de 2021 expandindo nosso alcance para continuar gerando ainda mais impacto positivo no mundo.”

O Relatório de Impacto Social e Desenvolvimento Sustentável América Latina e Caribe da Arcos Dorados chega à sua sétima edição e, pela primeira vez, conta com a auditoria da Ernest&Young, que garante formalmente a legitimidade e precisão de seu conteúdo, que por sua vez foi elaborado sob os padrões GRI (Global Reporting Initiative) e com base nos indicadores SASB (Sustainability Accounting Standards Board).

Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: