fbpx

Social commerce e superapps movimentam setor de viagens no País

Plataformas surgem como tendência em área fortemente afetada pela pandemia de Covid-19

A tecnologia tem promovido transformações importantes em todos os setores da economia, e não é diferente no de viagens. Antes mesmo da pandemia de Covid-19, a digitalização tem sido o caminho de reinvenção e adequação às novas demandas dos clientes. O social commerce e os superapps estão entre as novidades que têm impactado o setor hoteleiro. Essas tendências foram tema de um webinar realizado pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) e pela plataforma Mercado&Consumo em parceria com a Rappi Travel e a PD2 Travel nesta semana.

Lançada no Brasil em outubro de 2020, a Rappi Travel se propõe a ser muito mais do que uma OTA (online travel agency, ou agência de viagem online). “Nós não queremos brigar por preço, mas sim construir valor”, define o head de Non Air da empresa, Fernando Tanaka. “O cliente já tem seu cartão registrado, conhece o aplicativo, tem confiança e engajamento com a marca. A Rappi Travel vem para complementar o ecossistema.”

Ou seja: a ideia é que o consumidor que já compra comida, medicamentos e outros produtos por meio do superapp também busque passagens de avião e pacotes de viagens. Tudo sem “fricção”, da maneira mais orgânica possível.

A P2D Travel surge como uma solução para agências de viagens e profissionais autônomos na compra e venda de produtos e serviços de viagens online, possibilitando que se cadastrem e passem a ser parceiros de vendas da plataforma, trabalhando por meio das suas redes sociais.

“A P2D tem dois pilares: um é a tecnologia e o outro é o relacionamento humano. Reunimos agentes de viagens, normalmente pequenos, ou até pessoas que nunca venderam viagens, que podem se associar sem custo ao projeto e ter remuneração por meio de comissão”, explica Jeanine Pires, sócia da empresa e ex-presidente da Embratur. A startup tem, atualmente, cerca de 900 parceiros no Brasil e planeja uma expansão internacional para o segundo semestre.

Apoio ao setor hoteleiro

“E como essas empresas podem ajudar os hotéis num momento tão desafiador quanto o atual?”, questionou Paulo Salvador, mediador do webinar, CEO da Construtech Modularis Offsite Building e professor de inovação hoteleira do CMH de Paris.

“A principal forma é a cooperação”, diz Jeanine Pires. “A gente não quer ficar pressionando o hotel para que ele tenha uma tarifa mais baixa; a gente quer cooperar com o hotel. Existe o desafio de entender a nova demanda de lazer. O hotel tem de trabalhar antes com o cliente de lazer para inspirá-lo a viajar. Essa é uma tarefa que requer a cooperação da indústria como um todo.”

Fernando Tanaka, da Rappi Travel, complementa: “Nós estamos focados na criação de parcerias para abranger o maior número possível de hotéis. Nosso papel é entender bem o cliente, conhecendo o perfil e o tamanho da família, para fazer uma sugestão de cross-sellling.”

Trilhas do conhecimento

Feita para ser um ciclo de debates completo, a série “Trilhas do Conhecimento” é realizada em duas etapas: a primeira, seis encontros online no período de abril a setembro, disponibilizados também em formato de podcasts e reportagens. A segunda será o III Fórum Nacional da Hotelaria, no modelo de evento híbrido, em 18 de novembro de 2021.

primeiro webinar, “A oferta cresce, mas e a demanda? Oportunidades e desafios dos hotéis no Brasil”, foi realizado no mês de abril, e contou com a participação do sócio-diretor da HotelInvest, Pedro Cypriano, que apresentou as conclusões da 15ª edição do Panorama da Hotelaria Brasileira, realizado pela HotelInvest em parceria com o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB).

No segundo, “Bleisure, nomadismo virtual e viagens-revanche: você está preparado para o turismo pós-vacina?”, o foco foi o novo comportamento do viajante de lazer e de negócios. As tendências foram detalhadas por Carol Haro, fundadora e sócia-diretora da Mapie.

Os encontro completos podem ser conferidos no canal do FOHB no YouTube e um resumo dos principais momentos pode ser acompanhado nos canais de podcast da Mercado&Consumo.

Os eventos do FOHB contam com os mantenedores: Grupo R1, Elo, CVC Corp, Equipotel, Omnibees e Vega IT. Além dos patrocinadores: CNC, Novotel Morumbi e RCI e dos apoiadores ABIH, Adibra, BLTA, FBHA, Resorts Brasil, Sindepat e Unedestinos.

Imagem: Bigstock 

Aiana Freitas

Aiana Freitas

Aiana Freitas é editora-chefe da plataforma Mercado&Consumo. Jornalista com experiência na cobertura de tendências de consumo, varejo, negócios, finanças pessoais e direitos do consumidor.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: