fbpx

Transformação digital de impostos beneficia empresas de logística 4.0

Pesquisa mostra que a digitalização é capaz de gerar uma economia de até 5% na carga tributária

Com o e-commerce impulsionado por medidas de restrição de circulação, diferentes cadeia de suprimentos foram estimuladas a modernizar seus processos no País, a exemplo das ligadas ao abastecimento de vacinas e insumos hospitalares. Segundo um estudo feito pela Sovos, empresa especializada em soluções de transformação digital de impostos, o setor logístico vem protagonizando um acelerado processo de transformação digital, em especial durante a pandemia.

A migração para o digital, com maior investimento em um planejamento tributário, reúne inteligência fiscal e tecnologia de ponta para automatizar processos, como cálculo e determinação de impostos, geração de obrigações fiscais e acompanhamento em tempo real das mudanças na legislação tributária.

“Soluções tecnológicas, como a digitalização dos impostos, surgem como alternativa para mitigar possíveis problemas com o Fisco, bem como economizar tempo e dinheiro nos processos fiscais”, disse Paulo Zirnberger de Castro, country manager da Sovos Brasil.

Segundo Castro, no geral, as empresas brasileiras gastam mais de duas mil horas anuais com questões tributárias, ou quase três meses de força de trabalho. A pesquisa aponta que a digitalização de impostos é capaz de gerar uma economia de até 5% na carga de tributos e de compliance fiscal das empresas, atualmente em torno de 34% no Brasil.

Custo logístico

Citando o Ilos (Instituto de Logística e Supply Chain), o estudo também observa que o custo logístico representa 12,3% do PIB nacional e 7,6% da receita líquida das empresas.

De acordo com a pesquisa, o impulso está contrabalançando o peso fiscal excessivo incidente sobre o segmento logístico no Brasil – o estudo cita dados lembrando que os impostos consomem 20% da receita bruta das empresas brasileiras de transporte rodoviário de cargas.

A Sovos também lembra que os três principais tributos incidentes sobre o setor de tributos no País são ICMS (aplicado apenas sobre transportes intermunicipais), contribuições previdenciárias e PIS/Confins incidentes sobre a receita bruta dos negócios, de acordo com a Confederação Nacional dos Transportes.

“O crescimento exponencial do setor logístico durante a pandemia evidenciou também os desafios enfrentados pelo segmento, incluindo a necessidade de se reinventar. Como se não bastasse a alta carga tributária aplicada sobre toda a cadeia produtiva, a complexidade da legislação fiscal do País também se apresenta como outro foco de atenção para as empresas do setor se manterem em conformidade fiscal”, diz Castro.

Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: